Inovação com propósito: a tecnologia como uma força para o bem

Por José Duarte, presidente da VMware Brasil

Não é segredo que empresas que abraçam causas em prol da sociedade têm muito a ganhar; seja no âmbito dos negócios, no social ou no corporativo. Quando o assunto é a tecnologia, essa questão se torna ainda mais fundamental, uma vez que esta tem o potencial de resolver os grandes problemas do nosso dia a dia e ajudar na construção de um mundo mais inclusivo, igualitário e seguro para todos.

Uma pesquisa da Edelman Intelligence sobre o avanço das novas tecnologias e o seu impacto na sociedade, mostra que 78% dos brasileiros acreditam que é possível tomar decisões de negócios capazes de, ao mesmo tempo, aumentar os lucros das empresas e gerar resultados econômicos e sociais positivos nas comunidades em que estão inseridas. Mais do que possível, isso já se tornou realidade em muitas companhias.

Recentemente, a VMware, em parceria com o Instituto Federal do Rio Grande do Norte, implementou um laboratório virtual. Através da tecnologia, os alunos passaram a ter acesso ao laboratório por meio de qualquer dispositivo, independente da hora e lugar, melhorando e democratizando o ensino. O projeto já impacta cerca de 100 alunos e deve chegar a quase mil até o fim de 2019.

O exemplo do IFRN é uma demonstração de como é possível e, sobretudo, necessário enxergar oportunidades ao encontrar um obstáculo pela frente. Usar a inovação para oferecer serviços e experiências que transformam não só os negócios, mas também a sociedade como um todo, é utilizar a tecnologia como força motora para o bem. Isso vai desde soluções simples, tais como a adoção de recursos para otimização de data centers (colaborando com a redução na emissão de CO2), até as menos evidentes, como inteligência artificial e automação para reduzir o tempo de espera em um semáforo à noite (contribuindo para a segurança da população local).

É importante reforçar que quando se investe em tecnologia para o bem, também ganha-se no ambiente corporativo, da porta para dentro. Quando a empresa usa a inovação para promover o bem-estar do funcionário, propiciando um ambiente mais saudável, aumenta o engajamento e a taxa de retenção de talentos. Hoje, já é possível ter acesso a qualquer conteúdo, de qualquer lugar, por meio de diversos dispositivos. Permitir que os colaboradores trabalhem de onde estiverem, evitando por exemplo estar em trânsito em horários de pico, é uma forma de usar a tecnologia para o bem.

Quanto mais as empresas pensarem em seus projetos de forma humanizada, maior a chance do resultado impactar o mundo de forma positiva. Esse cenário não acontece da noite para o dia, nem de maneira individualizada; a inovação é muito mais poderosa quando é trabalhada em conjunto. O uso inteligente da tecnologia, e não só a mera utilização desta, acontece quando todos saem ganhando, especialmente a sociedade.

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.