Aviation X Lab cria a nova era da aviação

Aviation X Lab cria a nova era da aviação

O xeque Mohammed bin Rashid Al Maktoum, vice-presidente e primeiro-ministro dos Emirados Árabes Unidos e governador de Dubai, e o xeque Hamdan bin Mohammed bin Rashid Al Maktoum, príncipe herdeiro e presidente do Conselho Executivo de Dubai, assistiram à demonstração da Thales sobre Solo, o assistente virtual para pilotos. Também são vistos (terceira a partir da esquerda) Amna Al Redha, gerente do programa Aviation X Lab, e o capitão da Emirates Mubarak Al Mheiri.

Aviation X Lab, o ambicioso projeto de incubadora específica para aviação que reúne alguns dos maiores pioneiros mundiais, foi apresentado no Area 2071 no início desta semana. O Aviation X Lab marca a parceria de longo prazo entre a Emirates e a Airbus, Collins Aerospace, GE Aviation e Thales, cujo objetivo é aprimorar a experiência de viagem. A empresa de telecomunicações du também faz parte do projeto como parceiro de inovação digital.

Em parceria com a Dubai Future Foundation, o Aviation X Lab busca inovar e criar a próxima era da aviação, com uma visão ousada que pretende trazer um impacto positivo a um bilhão de pessoas.

Sua Alteza o Xeque Ahmed bin Saeed Al Maktoum, presidente e CEO da companhia aérea Emirates e do grupo Emirates, disse: “A aviação é um setor importante da economia dos Emirados Árabes Unidos, garantindo cerca de 800 mil empregos e contribuindo para a economia com US$ 47,4 bilhões, valor que deve aumentar quase três vezes até 2037.* Dubai está tentando diminuir os desafios do ecossistema da aviação mantendo um enfoque claro na evolução de tecnologias e inovações com impacto no setor, nas comunidades, nas gerações futuras e no nosso planeta. Queremos olhar muito além da aviação como ela é hoje e abraçar as inovações que constituem o próximo conjunto de grandes ideias do espaço aéreo. O Aviation X Lab vai identificar, apoiar e financiar essas inovações, tornando-as acessíveis globalmente. Nosso objetivo é transformar a mobilidade humana.”

O Aviation X Lab anunciou seus primeiros desafios com o prazo final de envio de propostas definido para início de 2020:

Desafio 1: Setor da aviação com carbono negativo. A aviação é responsável por apenas 2% das emissões de carbono do mundo, mas o desafio foi criado com base na premissa de que as companhias aéreas produzem 115gm de CO2 por passageiro-km, o que representa 859 milhões de toneladas de emissões de CO2 por ano. O desafio é reduzir 100gm ou 87%, chegando a 15gm de CO2 por passageiro-km até 2030.

Desafio 2: De Aeroportos a Aeroportais. O setor de viagens deve dobrar seus números nos próximos 15 anos, com 3,4 bilhões de novos viajantes, mas o modelo atual dos aeroportos é um obstáculo a essa expansão. O desafio é reformular o modelo dos aeroportos para obter 10 passageiros por m2 de infraestrutura do aeroporto, com tempo máximo de transição de 10 minutos entre a terra e o ar.

O Aviation X Lab está convidando startups, inovadores, acadêmicos, ONGs, ativistas e empresas de todo o mundo para participar dos desafios. A incubadora vai selecionar e levar as equipes a Dubai para a criação, pesquisa e desenvolvimento de protótipos em suas instalações no Area 2071. Na próxima fase, até quatro equipes serão selecionadas e convidadas a apresentar propostas a investidores para obter financiamento adicional.

No evento de abertura, foram realizadas demonstrações de três produtos: um da Thales e dois da Emirates.

A Thales mostrou como o Solo, seu assistente virtual desenvolvido pela Thales TrUE AI (Transparent, Understandable, and Ethical AI), pode aumentar a segurança e ajudar os pilotos em momentos decisivos durante o voo. Na demonstração, o Solo usou os dados disponíveis para fornecer à tripulação o trajeto mais eficiente e otimizar a eficiência do voo e o conforto dos passageiros.

A Emirates apresentou duas soluções inovadoras baseadas em IA. Uma solução colabora para um importante objetivo de sustentabilidade: reduzir o desperdício de alimentos. A tecnologia fornece previsões e recomendações em tempo real, que garantem aos clientes seus pratos favoritos a bordo, minimizando as quantidades de alimentos não consumidos. O Bahja, um aplicativo criado por uma equipe da UAE Nationals, utiliza a tecnologia de reconhecimento facial para ajudar a medir a satisfação dos funcionários e fornece feedback em tempo real. O aplicativo incentiva os funcionários a compartilhar suas motivações com a comunidade de usuários, contribuindo com ambientes de trabalho mais favoráveis e, portanto, clientes mais felizes.

O Aviation X vai operar em ciclos de 12 meses com cinco fases ativas principais: lançamento dos desafios; busca de startups do mundo todo; validação de conceitos; análise de viabilidade rápida e captação de recursos. Durante essa jornada, o X Lab oferecerá suporte logístico, pesquisa, recursos, feedback de colegas, orientação e estreita colaboração.

O Aviation X Lab foi criado em outubro de 2017 com o acordo assinado na presença de Sua Alteza o Xeque Mohammed bin Rashid Al Maktoum, vice-presidente e primeiro-ministro dos Emirados Árabes Unidos e governante de Dubai.

*Dados da IATA.

Comments are closed