5 dicas para impulsionar as vendas online na Black Friday

Por Rafael Martins

Você está preparado para a Black Friday? A data, que inicia as compras do fim de ano com inúmeras ofertas e descontos, é uma oportunidade incrível para os lojistas alavancarem as vendas.

Para as empresas que possuem lojas virtuais, essas chances são ainda maiores. Isso porque é muito significativo o número de consumidores que ficam conectados em seus dispositivos para acompanhar as promoções deste período.

No ano passado, somando o período da Black Friday, o faturamento no e-commerce ultrapassou R$ 3,55 bilhões. Nele, o ticket médio do brasileiro foi de R$ 279,27.

Confira algumas dicas para você não perder a oportunidade de alavancar as suas vendas e posicionar a sua loja entre as páginas mais acessadas na Black Friday!

1) Crie uma campanha de e-mail marketing para seus clientes – envie um e-mail para os clientes que já compraram na sua loja ou demonstraram interesse nos produtos. O importante é criar campanhas separadas para estes perfis, os consumidores anteriores e os potenciais, pois eles têm necessidades e desejos diferentes.

Nele, crie um assunto cativante, afinal, isso define se as pessoas abrirão ou não este e-mail. Programe o envio para os horários de pico no número de usuários conectados. Para não marcar bobeira, reserve esta data no seu calendário. E, por último, mas não menos importante: envie este e-mail o quanto antes, no momento em que os concorrentes ainda estão distraídos.

2) Explore as mídias sociais – aproveite o embalo das redes sociais! Afinal, essas plataformas concentram um grande volume de consumidores em potencial.

Ao invés de postar as ofertas somente na semana do evento promocional, publique conteúdos nas semanas anteriores para instigar o seu público e, também, mantê-lo interessado e planejado financeiramente para a Black Friday. Outra ideia é criar páginas especiais nas redes sociais apenas para esta data comemorativa, um local exclusivo para as ofertas deste período.

3) Inicie um programa de indicações – um anúncio na internet chama a atenção, mas não tanto quanto a marcação de um amigo recomendando um produto. Este pensamento que impulsiona um programa de indicações na Black Friday.

Devido ao poder de compartilhamento, as redes sociais são um ótimo ambiente para um programa de indicações. A fim de desenvolver uma oferta irresistível, pesquise o que desencadeia o interesse do seu público e, que tal, trabalhar em forma de recompensa? No final, o consumidor recebe alguma coisa por te indicar.

4) Adicione um cronômetro de contagem regressiva – você sabia que a taxa de abandono do carrinho de compra no e-commerce é de 82% no Brasil, de acordo com os dados do E-commerce Radar? É fato que os clientes tendem a ser indecisos. Na maioria dos casos, checam a concorrência para comparar os produtos.

Por isso, incluir um cronômetro de contagem regressiva nas ofertas, motiva os consumidores a decidirem imediatamente, pois indica a escassez daquele determinado produto. Este é um gatilho de vendas, como a urgência, “essa é a sua última chance”, que você também pode utilizar, principalmente nestas épocas do ano.

5) Upsell e venda cruzada com descontos – “vender mais”, em português, trata-se de uma estratégia com foco na otimização da experiência do comprador e, de quebra, aumentar as vendas. Essa e a venda cruzada são ótimas maneiras de aproveitar o cliente que já está em seu site. Para isso, na finalização da compra, monte combinações de três a quatro produtos que se complementem e os oferte com um desconto no valor total. Esse estilo de promoção combinada funciona com maestria nestes eventos

Pronto! Estes são os cinco segredos para aumentar os lucros na Black Friday. Mas saiba que essas dicas funcionam melhor com o apoio do aplicativo da sua empresa. Isso porque a conversão de vendas num app próprio é superior. Nele, é possível avisar o público através de ‘notificações push’ e publicar as ofertas durante os dias de venda deste evento comercial. Além de ser uma poderosa fonte de dados, pois guardam as informações de todos os seus clientes, o que lhe garante inteligência de mercado e permite que você tome decisões mais assertivas. Já as lojas virtuais que também possuem um ponto físico, o planejamento precisa considerar os dois pontos de venda.

Comece agora para estourar na Black Friday!

Rafael Martins, CEO da LifeApps, empresa do Grupo Máxima responsável por plataformas de e-commerce

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.