Na esteira da transformação digital, a tecnologia é forte aliada

Por Thais Antoniolli, Presidente da PR Newswire América Latina

Há mais ou menos quatro anos, o presidente de uma grande fabricante de software profetizou: “No futuro, toda empresa será de tecnologia”. Não foi preciso ir muito longe. Podemos dizer que esse dia, definitivamente, chegou. Quem tem em seu core a tecnologia está muitos passos à frente da concorrência e melhor: entende e atende melhor o seu cliente, em uma era na qual a infidelidade à marca é o novo normal.

Empresas de Comunicação não fogem à regra de ser um negócio de tecnologia e as que não são podem contar com companhias como a PR Newswire, líder em Comunicação, Marketing e Distribuição de Conteúdo, como parceiras estratégicas. Afinal, aqui temos inovação proprietária em nosso DNA. Investimos em tecnologia para ajudar times de Comunicação a entender o verdadeiro valor de ações de PR, antes colocadas de lado em prol do Marketing.

Quem tem medo do digital?

Em uma pesquisa realizada em 2018 pela Cision, empresa mãe da PR Newswire, ouvimos 2 mil jornalistas em dez países, incluindo o Brasil, para entender como a tecnologia se faz presente no dia a dia de profissionais do setor e Comunicação das empresas. A maioria, 22%, citou redes sociais e influenciadores digitais como os maiores desafios do jornalismo tradicional. Apenas 8% revelaram que é a adaptação aos avanços tecnológicos.

Em tempos de transformação digital, fake news, procura por métricas relevantes, podcasts e multimídia, esse número surpreende. Nunca foi tão difícil conquistar a atenção e a confiança dos consumidores.

A tecnologia, portanto, desponta como o caminho. A mídia precisa, sim, olhar com atenção para os avanços tecnológicos e encará-la como uma aliada em sua rotina. Não há como voltar. Claro que as pessoas têm importante papel nesse cenário, mas a tecnologia é parte da conversa.

O poder da tecnologia

Eu sempre bato na tecla do apoio da atuação dos times de Comunicação em métricas. Até escrevi um artigo recentemente sobre o tema. Mas as métricas não podem caminhar sozinhas. Elas devem vir acompanhadas de outras tecnologias que apoiam a rotina dos jornalistas e da área de Comunicação das companhias.

Do lado da Comunicação das empresas, é preciso pensar, por exemplo, se aquela reportagem impactará 1 milhão de pessoas, e se aquelas são as pessoas com as quais sua marca quer falar. E, sim, nós já temos ferramental para fazer esse tipo de verificação.

A inteligência artificial (IA) também surge como um diferencial nesse contexto. A tecnologia está, definitivamente, revolucionando o setor de notícias, já que as organizações utilizam machine learning para automatizar milhares de conteúdos, vasculhar dados, encontrar tendências e construir robôs que constroem conversas individuais com seus públicos.

Vivemos um momento único no setor de Comunicação, em que a tecnologia pode mudar completamente as regras do jogo e é preciso estar preparado, contar com o parceiro certo e apoiar-se no novo para conquistar resultados nunca vistos.

Nós estamos empenhados nessa meta, tanto é que até o final deste ano vamos lançar uma plataforma de dados, distribuição, monitoramento e análise aqui no Brasil para empoderar cada vez mais o setor e, além de levar notícia relevante ao mercado, vamos reforçar o que fazemos de melhor: munir os talentos de tecnologias de dados relevantes, elementos fundamentais para alcançar objetivos na nova era.

Você está preparado para essa nova fase do universo da Comunicação?

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.