Linte é reconhecida em primeiro lugar na categoria Legal Tech no Ranking 100 Open Startups 2019

Considerada entre as startups brasileiras que mais despertam o interesse de grandes instituições e empresas pela solução inteligente oferecida, a Linte, lawtech de automação de documentos e gestão de contratos, é a 1ª do TOP 10, da categoria Legal, do Ranking 100 Open Startups 2019 – considerada a maior plataforma internacional de geração de negócios, foco de investidores.

Entre os critérios de seleção a que foram submetidas as 212 empresas, o potencial de tração e conversão de vendas que essas startups despertam no mercado em um período de ano, relacionamento, reconhecimentos e premiações, produto inovador e programa de aceleração com equity, assim como o alto índice de satisfação de clientes, performance e desempenho.

Nesta edição do prêmio, foram mais de 7.800 acordos de negócio registrados, 8.600 startups participantes, 895 declararam relacionamentos que foram validados pelo mercado corporativo. Em relação as grandes empresas, 2.200 corporações participaram. “Esse reconhecimento só reforça o quanto a tecnologia tem revolucionado a forma de se gerir e fazer negócios, de forma mais eficiente e inteligente. Prova disso, é que, no ano anterior do prêmio, sequer existia a categoria de legal, e o número de empresas que participaram foi três vezes menor. Esse ano a competição foi bem maior e acirrada”, conta Gabriel Senra, CEO da Linte, startup criada em 2015.

Só no Brasil já são mais de 150 lawtechs ou startups de tecnologia com soluções para a área jurídica, que somam mais de $1 bi em financiamento no mundo. “O crescimento da participação do ranking, batendo todos os recordes até agora, revela o poder do Open Innovation no Brasil. Comparando o mercado quatro anos atrás, quando começamos, com agora, vemos muita maturidade, abrangência e cada vez mais oportunidades de inovar em todos os setores”, avalia Bruno Rondani, CEO da 100 Open Startups.

Fundada em 2015, é residente no Cubo Itaú, maior centro de empreendedorismo tecnológico da América Latina, a Linte e foi uma das uma das primeiras startups brasileiras selecionadas para o programa de aceleração da “500 Startups” do Vale do Silício. Cresceu 100% em 2018, quando comparado ao ano anterior, e a previsão é seguir os mesmos passos este ano.

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.