Deslocamento até o trabalho representa uma das principais causas de estresse entre os colaboradores, aponta pesquisa

O estresse está entre os principais motivos para a diminuição da produtividade no trabalho. Para combatê-lo, empresas têm investido em recursos para melhorar a qualidade de vida e promover a satisfação e reconhecimento do profissional. De acordo com levantamento realizado pela Associação Internacional de Manejo do Estresse (ISMA), 72% dos brasileiros que estão no mercado de trabalho apresentam alguma sequela ocasionada pelo estresse. Outra pesquisa realizada, em 2018, pelo Comparably, site de carreiras, apontou que o deslocamento até o trabalho representa 16% do estresse entre os colaboradores, ficando à frente de outros causadores de estresse como colegas difíceis (14%) e passar tempo demais na empresa (13%).

Segundo estudo, realizado em 2018 pelo Ibope Inteligência, a pedido da Rede Nossa São Paulo, organização da sociedade civil, sobre mobilidade urbana, mostrou que o paulistano leva, em média, 1h57 minutos para se deslocar, ida e volta, ao realizar atividades essenciais como estudo e trabalho, sendo o ônibus o meio de transporte mais utilizado para locomoção (43%). Como o deslocamento até o trabalho está entre os motivos de insatisfação dos colaboradores, a RB, empresa de benefícios, desenvolveu um sistema que colabora para a redução do tempo de locomoção, traçando rotas mais práticas e rápidas, aumentando, assim, a qualidade de vida do colaborador. “O sistema de roteirização apresenta informações como a linha de transporte mais célere, local de embarque e desembarque, tempo estimado, distância a pé até o destino e, também, valor da tarifa, com o objetivo de auxiliar o profissional a identificar o caminho mais rápido até o trabalho”, comenta Renato Zacharias, sócio-diretor da RB. Para o executivo esta é uma forma de motivar o colaborador e investir para que ele se sinta valorizado na organização. “Atualmente, muitas empresas investem em ações para minimizar o estresse no ambiente de trabalho, como sala de jogos, massagem, meditação, medidas para melhorar a qualidade de vida e aumentar a produtividade do profissional”, comenta.

As consultas preventivas das rotas podem ser feitas, inclusive, durante o processo de recrutamento e seleção. “O software pode ser manuseado online, em tempo real, por meio da própria plataforma da empresa, apresentando o resultado no mesmo instante. Por este motivo, a roteirização pode ser usada durante os processos pré-admissionais, para identificar qual seria o melhor trajeto para o futuro colaborador e facilitar o cálculo com o vale-transporte. O sistema pode ser utilizado, também, para consulta dos profissionais que estão mudando de unidade, sendo necessário que a empresa ofereça uma nova opção de deslocamento”, completa.

Além de poupar o tempo do colaborador, o sistema de roteirização permite uma economia para as empresas nos gastos com vale-transporte. “Roteirizar este trajeto auxilia no gerenciamento do benefício e pode gerar uma economia para as organizações de até 15%, em curto prazo. O software auxilia na qualidade de vida do colaborador e, para a empresa, auxilia na reeducação referente aos gastos com o transporte. Logo, todos os lados saem ganhando”, finaliza Zacharias.

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.