Primeira aceleradora de startups de hardware do Brasil abre inscrições

Considerada a melhor aceleradora do Brasil em 2018 pela Associação Brasileira de Startups (ABStartups), a Darwin Startups cria sua primeira spin-off, a primeira aceleradora de startups de hardware do país, a HARDS. Negócios em estágio early-stage podem se inscrever para participar do HARDS Factory, programa de pré-aceleração equity-free, que faz parte do processo de seleção para a aceleração. As inscrições estão abertas e seguem até 09 de agosto, exclusivamente pelo site www.hards.com.br. O início do Hards Factory ocorrerá em setembro deste ano.

Segundo Marcos Buson, diretor do programa, além do time de mentores especializados em manufatura e distribuição, a aceleradora também fará aportes financeiros em troca de participação nas empresas. “Os benefícios vão desde suporte a captação de recursos via editais de fomento e incentivos fiscais, até acesso a laboratórios de prototipagem e a uma infraestrutura completa para fabricação de lotes pilotos, tudo isso no mesmo prédio” , destaca Buson. São parceiros da aceleradora a Fundação CERTI, a Federação das indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC), o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) e a PRODUZA S/A, especializada em montagem de placas eletrônicas em pequenas e grandes séries. A HARDS divulgou a criação de um veículo de investimento de R$ 10 milhões para essa operação – os recursos ainda estão sendo captados pela aceleradora.

Para José Eduardo Fiates, diretor da FIESC e Superintendente da CERTI, as startups de hardware terão chances de captar recursos via subvenção econômica, com o apoio da aceleradora. “Por muitos anos na CERTI fomos capazes de desenvolver projetos para utilizar recursos de editais e benefícios fiscais que apoiam pesquisa e desenvolvimento especialmente de hardware. Temos convicção que podemos transportar essa experiência ao programa e auxiliar ainda mais os empreendedores a desenvolver e escalar seus produtos”.

Origem da HARDS — Desde 2015, Florianópolis conta com uma aceleradora, o Darwin Startups, como parte do ecossistema e das iniciativas da Fundação CERTI. De acordo com o fundador Marcos Mueller, “o modelo Multi-Corporate Venture com diversos players protagonistas em seus segmentos tornou o Darwin referência nacional. Nosso modelo de investimento é baseado na conexão e impulsionado em grandes corporações que fazem parte do grupo de investidores, são eles: Neoway, Grupo J. Safra, RTM, TransUnion e B3”.

Incentivadores do ecossistema de hardware em SC — Para Carlos Fadul, CEO da PRODUZA, o desenvolvimento de hardware possui desafios, principalmente no início e na escala do negócio. “O ecossistema de Florianópolis, os incentivos já disponíveis em âmbito municipal, no estado e no país, além da experiência em fabricação de placas de circuito classe mundial, tornam a capital catarinense o cenário propício para estimular startups de hardware”, salienta.

A Fundação CERTI desenvolve em longa data pesquisas, produtos e serviços baseados em hardware, com diversos parceiros: Embraer, Samsung, Philips, Petrobras entre outros. Sendo uma unidade EMBRAPII, também é referência em captação de recursos por editais de fomento e projetos que se adequam a incentivos fiscais, entre eles Lei de Informática. Fazendo também parte do arranjo a PRODUZA, referência no desenvolvimento de placas, com uma linha de produção que abrange desde a fabricação até o acompanhamento dos testes para homologação de órgãos reguladores como Inmetro e Anatel. Todos esses parceiros da HARDS irão oferecer benefícios para as startups selecionadas no programa. A aceleração irá funcionar no Instituto da Indústria, localizado no Sapiens Parque, em Florianópolis, Santa Catarina.

Inscrições HARDS – Primeira aceleradora para startups hardware do Brasil

Período de inscrições: de 01/07 a 09/08/2019.

Site para inscrições: www.hards.com.br

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.