FEBRABAN e CIP anunciam primeira rede de blockchain do setor financeiro nacional

A FEBRABAN – Federação Brasileira de Bancos e a CIP – Câmara Interbancária de Pagamentos anunciaram na manhã desta quarta-feira, 12, o lançamento da Rede Blockchain do Sistema Financeiro Nacional, a primeira rede blockchain para o setor. Divulgada durante o Ciab, principal evento de TI para o sistema financeiro da América Latina, que acontece até amanhã no Transamérica Expo, em São Paulo, a iniciativa permite o compartilhamento de informações entre as instituições parceiras protegendo dados de forma acessível, ágil e segura, desde o primeiro acesso. A iniciativa, implementada pela CIP, utiliza plataforma Hyperledger Fabric, da IBM, projeto colaborativo baseado em código aberto, e conta com a participação do Banrisul, Bradesco, Banco do Brasil, Caixa, Itaú, JP Morgan, Original, Santander e Sicoob. O primeiro caso de uso da rede de blockchain é o device ID. O projeto foi apresentado durante o CIAB FEBRABAN do ano passado como um protótipo desenvolvido de forma colaborativa por bancos e instituições financeiras. O projeto foi coordenado pelo trabalho (GT) Blockchain FEBRABAN, criado em 2016 para estudar a tecnologia.

Do final do CIAB de 2018 até a edição deste ano, o protótipo foi refinado e validado pelos bancos que integram o GT Blockchain FEBRABAN. As instituições financeiras também trabalharam para estabelecer a rede, cujas estruturas de governança, de instrumentos jurídicos e de segurança estão a cargo da CIP e da FEBRABAN. O device ID usa blockchain para compartilhar identificações de dispositivos móveis. A partir dessas identificações, as instituições financeiras poderão enriquecer seus sistemas antifraude para verificar se um dispositivo específico é confiável ao avaliar, por exemplo, se é um aparelho perdido, furtado ou roubado. Assim evita-se que o cliente bancário seja alvo de fraudes.

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.