Juntos no palco do Best Practice Day, CI&T e Itaú Unibanco apresentarão impactos da Transformação Digital

Nos próximos dias 11 e 12 de junho, o Centro de Convenções do Senac Santo Amaro, em São Paulo, vai sediar a terceira edição da Conferência Internacional de Lean Management e Transformação Digital, o Best Practice Day. A CI&T, multinacional brasileira especializada na transformação digital de grandes marcas e com presença global, e Itaú Unibanco estarão juntos no palco para compartilhar aprendizados e impactos com a Transformação Lean Digital nos negócios de investimentos e cartões do banco.

Na ocasião, os diretores da instituição financeira, Cláudio Sanches de Investimentos e Previdência e Rubens Fogli de Negócios Digitais, juntamente com Solange Sobral – vice-presidente de Negócios da CI&T -, falarão sobre as estratégias e execução do caso de sucesso “Driving by Impact”.

O Itaú Unibanco abordará as fases da sua jornada de Transformação Digital em suas unidades de investimentos e cartões. “Ao longo do processo passamos por mudanças de mindset, de cultura organizacional e na plataforma tecnológica. Tínhamos grandes desafios com relação à competitividade do mercado e necessidades de estreitar o relacionamento com clientes. Saímos de uma instituição com organização hierárquica tradicional para aplicar o Lean em escala e ganhar velocidade com processos mais consistentes, guiados por dados, aliados a retenção de nossos talentos e entrega de experiências com real valor para nossos clientes”, ressaltou Rubens Fogli de Negócios Digitais do banco.

“Há mais de uma década temos aplicado o Lean para transformar os próprios negócios da CI&T. Desse aprendizado nasceu a nossa oferta de Transformação Lean Digital, que tem acelerado e impactado os negócios de grandes marcas, como o Itaú Unibanco”, disse Solange Sobral. “Com o avanço da tecnologia, ampliam-se os acessos dos consumidores às informações e, com isso, as pessoas passam a ter mais dados e menos fidelização com relação às marcas. Também há muitas empresas departamentalizadas, com evidentes divisões de operações. Por isso, é vital quebrar silos e programas de incentivos não integrados, que trazem baixa agilidade e economia apenas na ponta, não em escala. As grandes companhias estão começando a se movimentar nessa direção, mas para que a transformação digital aconteça o cliente deve estar no centro da jornada e as equipes devem trabalhar juntas, de forma colaborativa e com autonomia, dedicadas em resolver uma mesma questão do negócio”, destaca Solange.

A CI&T e o Itaú Unibanco elencam pilares importantes para se obter sucesso na transformação digital de grandes marcas:

– Centralidade no cliente, nem sempre as propostas são aderentes aos consumidores;
– Não subestimar a concorrência;
– Formação de times multidisciplinares (SQUADs) mais ágeis e autônomos para trabalharem juntos na resolução de problemas únicos;
– Oferta adequada ao cliente, com a entrega e experiências que gerem valor para ele.

“No processo de Transformação Digital é essencial que todas as áreas e profissionais envolvidos tenham voz para compartilhar ideias, propor novos modelos de negócio, sem medo de expor erros. Neste contexto, ousadia, humildade e resiliência são fundamentais”, diz Cláudio Sanches de Investimentos e Previdência do Itaú Unibanco. “Com o Lean como metodologia de trabalho é possível reduzir ciclos dos processos e obter resultados de impacto a cada 90 dias”, completa.

Realizada a cada dois anos no Brasil, o Best Practice Day é uma Conferência Internacional de Lean Management que reuniu em sua última edição aproximadamente 400 participantes, entre C-levels e tomadores de decisão, além de renomados especialistas Lean e de Transformação Digital. Com o tema “Competitividade para o Futuro”, a edição de 2019 traz um programa exclusivo que engloba a importância da “Virada Lean” e a entrada na Transformação Digital. Para mais informações sobre o Best Practice Day, acesse: www.best-practice-day.com.br

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.