Inteligência Artificial facilita análise de crédito

WhatsAppFacebookLinkedInTwitterGoogle+EmailCompartilhar

De acordo com levantamento da CNC – Confederação Nacional do Comércio – 62,4% das famílias brasileiras estão endividadas atualmente, maior patamar desde 2015. Para sair do vermelho e colocar as contas em dia, uma das soluções é o crédito pessoal, opção que, infelizmente, não é barata no Brasil.

Com o objetivo de mudar esse cenário e tornar o crédito acessível, a Rebel, plataforma online de crédito pessoal, trabalha com inteligência artificial, método que permite uma análise mais completa e certeira do perfil do cliente, oferecendo uma proposta de crédito personalizada, com taxas, parcelas e juros ideais para cada um.

“Enfrentamos uma série de desafios para tirarmos o mercado de crédito do cenário negativo. Hoje, temos altas taxas de juros, inadimplência, ineficiência, pouca concorrência e etc. Nosso objetivo é liderar uma transformação dos serviços financeiros que são prestados no Brasil, empoderando o consumidor de crédito por meio de uma precificação mais justa para seu perfil”, conta Rafael Pereira, CEO da Rebel.

A fintech se diferencia no mercado por utilizar machine learning e big data na análise de mais de 2 mil variáveis – como, por exemplo, renda mensal, hábitos de compra, padrões de comportamento e alavancagem financeira – para traçar perfis, se antecipando ao Cadastro Positivo, lei sancionada recentemente pelo governo. Já para melhorar a segurança dos dados, a startup é a única a utilizar blockchain na certificação dos contratos.

“Uma de nossas missões é desmistificar a imagem de que crédito é algo negativo. Ele pode trazer, na verdade, uma série de benefícios para consumidores e empresas, sendo uma importante ferramenta para financiar casa, carro e viagens, por exemplo, mas isso somente quando aplicada uma taxa vantajosa para o cliente”, explica Pereira. “Boa parte da população ainda acha mais fácil usar o cheque especial, mas, em um comparativo rápido, se uma pessoa financia, por exemplo, R$5 mil no cartão de crédito, no final de 12 meses pagará mais de R$8 mil. Já no cheque especial, o valor total seria de, aproximadamente, R$10 mil. Na média do crédito pessoal não consignado, ao final de 12 meses, considerando o mesmo valor de R$5 mil, a pessoa pagaria aproximadamente R$7.500. Aqui, na Rebel, com uma taxa a 2,9%, ela pagaria R$5.991,80 ou, a uma taxa de 4,9%, R$6.731,40”, completa o CEO.

Marcado , , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.

  • Invista no valoragregado.com

    Invista no valoragregado.com