Fintech MOVA é a primeira sociedade de empréstimo entre pessoas aprovada pelo Banco Central

A MOVA é a primeira Sociedade de Empréstimo entre Pessoas (SEP) brasileira a ser aprovada pelo Banco Central, e tem como objetivo praticar o modelo de peer-to-peer lending – ou empréstimo P2P. A base do negócio segue a tendência mais atual possível: trata-se de uma plataforma eletrônica, que faz a ponte entre investidores e financiados, sem a necessidade de intermediação de uma instituição financeira. Esse formato permite a oferta de taxas de juros menores para quem financia e maior retorno para quem investe.

A startup nasceu de uma sociedade com a já solidificada Omni, empresa que carrega 25 anos de experiência, fundada como financeira e hoje atua também como banco. Na parceria, os controladores da Omni entram como investidores no projeto elaborado por Roberto Felipe Testch, CEO e sócio fundador da MOVA. Além da redução de custos, a fintech também busca reduzir o risco de inadimplência. “Não se trata de inventar a roda, mas de trazer para o cliente de menor porte um tipo de serviço que os bancos de investimento já oferecem para as grandes empresas.” afirma Tesch.

Outros fatores são responsáveis pela fórmula simplificada proposta pela MOVA e asseguram vantagens para todos envolvidos. “Analisamos e formatamos os financiamentos aplicando técnicas de modelagem financeira e estruturação de dívida que antes eram muito caras para operações menores. Com a tecnologia, ficou mais barato aplicar esses métodos em maior escala. Por exemplo, caiu o custo do acesso à informação para realizar projeções financeiras e analisar a capacidade de pagamento do financiado, assim como evoluiu a segurança jurídica dos contratos eletrônicos.”, complementa o executivo.

Para os principais executivos da Omni, a expectativa é de que o lançamento dessa categoria de financiamento no mercado brasileiro seja mais uma forma inovadora no acesso ao crédito, coisa que a empresa já carrega em seu DNA. “Desde sua fundação, a Omni acredita em concessões de crédito que fujam dos meios tradicionais oferecidos pelos grandes bancos. Sabemos que é possível explorar novas fórmulas para chegar em soluções financeiras que sejam acessíveis e vantajosas”, comenta Érico Ferreira, Presidente do Conselho da Omni Soluções Financeiras.

Plataforma

No lançamento da plataforma, que está programado para junho deste ano, já estarão disponíveis diversos tipos de financiamentos para pessoa jurídica. Para pessoa física será possível financiar cursos de pós-graduação. Geralmente, o financiamento será coletivo, quando um grupo de investidores completar o valor solicitado, a operação é formalizada online. Cada investidor, poderá pulverizar seu risco, investindo em pequenas cotas de financiamentos para montar um portfólio diversificado.

Atuação independente

A MOVA atua de forma independente do grupo Omni, nos termos da sua regulação. A estruturação do negócio teve início em maio de 2018, logo após a publicação da regulação, e o pedido de aprovação foi enviado ao Banco Central em setembro do mesmo ano.

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.