Blockchain e as diversas áreas de aplicação

Por Paulo Asterio, CTO e co-founder da Rebel

O blockchain, uma das tendências do momento, ainda gera dúvidas com relação ao seu uso. Uma parte das pessoas ainda acha que a tecnologia é usada apenas para meios de pagamentos, mas, embora uma rede blockchain sempre tenha uma criptomoeda ou um token envolvido, ela pode ser utilizada em diversas áreas.

Atualmente, existem redes blockchain sendo utilizadas para as mais diversas finalidades, tais como contratos inteligentes, comercialização de ativos, votos eletrônicos, previsões descentralizadas, segurança computacional e muito mais. Uma das principais vantagens da utilização dessas redes é a possibilidade de prescindir de uma entidade centralizadora para validar transações e a imutabilidade dos registros confirmados através de processos de mineração.

Dessa forma, apresenta uma série de benefícios para as empresas, como por exemplo a redução de custos das transações, sejam elas quais forem. Além disso, é uma eliminação de fronteiras, afinal, toda a comunicação é feita por meio da internet e qualquer indivíduo pode ser tanto um validador de transações, quanto transacionar de fato.

Outro ponto que merece atenção é a segurança oferecida pela imutabilidade do passado, ou seja, uma vez que determinada informação é inserida na cadeia de registros, a chance de que um indivíduo consiga alterá-la é mínima.

Como toda novidade tecnológica, o assunto gera muita curiosidade e grandes expectativas. Acredito que como tecnologia ainda existem alguns desafios a serem superados, mas sem dúvidas teremos cada vez mais processos utilizando e se beneficiando de redes blockchain. A reflexão de quais segmentos poderão utilizar essas redes no futuro é similar ao questionamento na década de 1980 sobre quais setores utilizariam mensagens eletrônicas, ou seja, não é trivial dizermos se determinada rede blockchain, seja ela bitcoin, ethereum, monero, tron, cardano, neo etc, vai prosperar ou não, mas a tecnologia em si estará presente nos mais diversos segmentos.

*Paulo Astério é desenvolvedor de software desde os 14 anos, tem mais de 20 anos de experiência profissional na área e, atualmente, é CTO e co-fundador da Rebel, plataforma online de empréstimos pessoais

Marcado , , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.