Onde se formam os CEOs de grandes startups brasileiras?

WhatsAppFacebookLinkedInTwitterGoogle+EmailCompartilhar

Com suas inovações, as startups têm trazido soluções eficazes para problemas e gargalos de diferentes segmentos do mercado, sempre por meio de um modelo de negócios repetível e escalável. Mas, atrás de cada ideia, há o seu idealizador. No caso das startups, os fundadores, que, na maioria das vezes, acabam assumindo a função de CEO. E o que é preciso para se tornar a mente por trás de cada negócio de sucesso? Sem dúvida, o estudo e o preparo é um destes tópicos primordiais.

A QS World University Rankings lista, anualmente, as melhores universidades do mundo, contando com a participação de 1.011 instituições avaliadas em 85 países. Dentre o TOP 10 desde a primeira edição, em 2004, o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), a Universidade de Stanford e a de Harvard se destacam.

Em 2018, o Linkedin produziu um estudo com mais de 12 mil CEOs de 20 países e analisou as universidades mais populares entre eles, de acordo com seus perfis na rede social. Segundo este estudo, a Universidade de Standford é a que figura no primeiro lugar dentre as que mais formam CEOs, na frente da Universidade Estadual da Pensilvânia (EUA), a Escola de Negócios de Harvard (EUA) e a Universidade de Harvard (EUA).

Mas, no mercado de startups brasileiro, quem são esses executivos e por quais instituições passaram?

Abaixo, listamos alguns fundadores de startups brasileiras que estão à frente de diferentes segmentos de negócios. Confira:

MARIANA DIAS (Standford, EUA)
CEO da Gupy, líder em recrutamento e seleção com base em inteligência artificial no Brasil

Formada em Administração pela USP, Mariana Dias possui especialização em Empreendedorismo e Inovação pela Universidade de Stanford. Começou sua carreira como trainee da Ambev, onde trabalhou por quatro anos e ocupou o cargo de Business Partner para a América Latina.

Junto a três amigos, em 2015, fundou a HRTech Gupy que, através de inteligência artificial, torna mais eficiente o recrutamento e melhora a experiência de candidatos, gestores e profissionais da área de RH durante processos seletivos. Com grandes clientes como Kraft Heinz, Movile e Somos Educação, e atuação em oito países, o projeto foi acelerado pela Telefónica Open Future e conta com investimentos da Canary, Yellow Venture e investidores-anjo.

ANDRE GREGORI (Bocconi, Itália, e Harvard, EUA)

Ex-BTG Pactual, Fundador e CEO do Grupo Thinkseg, marketplace independente de seguros

Formado em Direito e Economia pela Universidade Bocconi, na Itália, Andre tem mestrado em Administração pela FGV e Direito pela FMU, além de ter participado do programa de OPM – Owner/ President Management – da Universidade de Harvard.

O empreendedor deu início a empresas como a Fator Seguradora, em 2005, adquiriu a seguradora Cigna no Brasil e entrou como sócio do BTG Pactual, em 2010, com o desafio de criar do zero a operação de seguros do banco, liderando e expandindo esta frente durante 5 anos. Antes disso, atuou no mercado financeiro, com passagens por Citibank e Bank Boston. É também o executivo responsável por trazer a marca Vaporetto para o Brasil. Hoje, além de ser fundador e CEO do Grupo Thinkseg, Andre está à frente também da GRG Venture Capital.

MARCO CAMHAJI (Standford, EUA)
CEO da Adianta, fintech de antecipações de recebíveis para PMEs

Com uma formação acadêmica diversificada, Marco Camhaji é formado em Direito pela PUC-SP, com especializações em Negócios pela FGV e Finanças pela Universidade Paulista. Foi sócio operacional da Redpoint e.Ventures, um dos fundos de capital de risco de maior sucesso no ecossistema da América Latina, e também CFO na Movile, onde ajudou a empresa a expandir na América Latina.

Na Universidade de Standford, cursou o Master em Administração de Negócios antes de fundar a Adianta, fintech focada em antecipações de recebíveis para pequenas e médias empresas. Dentre os diferenciais da startup estão a agilidade na concessão de crédito, com resposta em tempo real e sem burocracia, e taxas de juros e tarifas mais baixas em relação a instituições financeiras tradicionais. Em dois anos de operação, a startup recebeu pedidos de cerca R$ 110 milhões em crédito. Conta com investimento de fundos como Yellow Ventures, OsherTech, 42K Investimentos e DGF Investimentos.

MATHEUS SILVA (Worcester Polytechnic Institute – WPI, EUA)
CEO da Cuidas, que conecta empresas com médicos de família para atendimentos no próprio local de trabalho

O paraibano Matheus Silva é formado em Engenharia Química e Economia na Worcester Polytechnic Institute – WPI, em Boston, EUA. Prestou consultoria estratégica na McKinsey e foi um dos fundadores da BRASA – Brazilian Student Association, uma organização de estudantes brasileiros fora do Brasil com o intuito de empoderar gerações de líderes brasileiros. Atualmente, é CEO da Cuidas, startup conecta empresas com médicos de família para atendimentos no próprio local de trabalho.

Por meio de planos mensais, a plataforma oferece maior otimização de tempo e redução de custos para as empresas clientes, reduzindo absenteísmo, melhorando a retenção de talentos, além de promover medicina preventiva em prol da qualidade de vida de seus funcionários. Logo no segundo mês após a fundação, a Cuidas recebeu sua primeira rodada de investimento dos fundos Kaszek, Canary, Innova Capital e Bridge One, além de investidores-anjos como altos executivos do Nubank, Guiabolso, Ingresse e Mandalah.

DIEGO DZODAN (Harvard, EUA)
CEO do Facily, app de compras online que conecta os melhores preços aos usuários e disponibiliza entrega rápida

O argentino Diego Dzodan é formado em administração pela Universidade de Belgrano, na Argentina, com MBA na Harvard Business School. Antes de fundar o Facily, app de compras online que conecta os melhores preços aos usuários e disponibiliza entrega rápida, o executivo foi VP América Latina do Facebook, além de já ter passagem como presidente da SAP América Latina, empresa alemã de softwares, e ter sido cofundador e CEO da Certant, empresa de desenvolvimento na Argentina. Ele também é docente em Comportamento Organizacional na Universidade Torquato DiTella, na Argentina.

Presente em três capitais brasileiras, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, a Facily nasceu como uma startup que conecta, por meio de um aplicativo, prestadores de serviços de beleza – manicures, cabeleireiros e maquiadores – com clientes da mesma região. Recentemente, a empresa criou uma nova função de e-commerce dentro do app, na qual, além de compras coletivas, os seus usuários podem receber encomendas como bebidas, eletrônicos e cosméticos a partir de quarenta minutos e por um valor até 50% menor do que o praticado pelo mercado.

BRUNO PEDROZA (Full Sail University, EUA)
CEO e diretor criativo da Broders, produtora de conteúdo audiovisual para o ambiente digital

CEO, fundador e diretor criativo da produtora Broders – produtora de conteúdo audiovisual voltada ao mercado digital que trabalha com o conceito de inteligência criativa -, Bruno Pedroza é Bacharel com honras em Computer Animation pela Full Sail University (EUA) e Administrador de Empresas pela UFG.

No comando da Broders, Pedroza também atua como diretor de filmes publicitários e designer de conteúdo em realidade virtual. Criada em 2017, a produtora possui expertise em produções para livestreaming, conteúdo 360°, apps, games, gifs, podcasts e, principalmente, realidade virtual, um de seus grandes diferenciais. No ramo publicitário, a Broders atende agências voltadas para o mercado digital e já produziu vídeos para Twitter, Natura, Itaipava, Weber, Doritos, Móbil, AOC, Itaú, Batavo, John Deere, Sicredi, entre outros.

Christian de Cico (Technische Universität Darmstadt, Alemanha)

Fundador e CEO da Arquivei, empresa de inteligência em documentos fiscais

Possui formação acadêmica em Economia pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), Engenharia de Produção pela Metodista de Piracicaba e também Engenharia Mecânica pela Universidade de Darmstadt, na Alemanha. Christian também foi mentor na ACE, melhor Aceleradora de Startups da América Latina, firmou uma importante parceria com o Google Launchpad Accelerator – programa que tem como objetivo capacitar o empreendedor, apoiando a startup através de orientação e apoio para alcançar seu verdadeiro potencial na América Latina, Ásia, África e Europa.

Christian é fundador e CEO da Arquivei, integrada à Secretaria da Fazenda e prefeituras, startup que fornece plataforma online de monitoramento, gestão e inteligência de documentos fiscais emitidos para um CNPJ em tempo real. Com sede em São Carlos, e, parte da equipe localizada em São Paulo, a empresa, criada em 2014, já atende 60 mil clientes em todo o País, que vão desde pequenas empresas até gigantes como Kraft Heinz, Lenovo e Batavo.

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.

  • CONHEÇA O CANAL DE VÍDEOS DO VALOR AGREGADO

    CONHEÇA O CANAL DE VÍDEOS DO VALOR AGREGADO