Tecnologia automatizada será a tendência de cloud service em 2019, segundo Claranet

Tecnologia automatizada será a tendência de cloud service em 2019, segundo Claranet

A automatização de tecnologias como o machine learning e a inteligência artificial será a grande tendência do mercado de cloud service em 2019. É esta a aposta da Claranet, provedora de serviços gerenciáveis de TI, presente no Brasil desde 2016 por meio da aquisição da CredibilIT.

Com um mercado extremamente aquecido, tem se tornado cada vez mais comum que empresas reconheçam a importância de investir em inovação tecnológica para garantir uma melhor experiência dos clientes, além de entenderem como uma jornada de migração para a nuvem acontece de forma mais ágil e eficiente.

Leonardo Piva, Head of Sales da Claranet Brasil, afirma que “Algumas empresas prestadoras de serviços e varejistas online já estão de olho neste movimento criando assistentes virtuais para auxiliar seus clientes e ‘robôs’ atendentes para esclarecer de forma mais rápida e com custo reduzido as dúvidas dos seus consumidores – e esta tendência só tende a aumentar”.

De fato, existe uma revolução batendo à porta no sentido de transferir sistemas inteiros para a nuvem. Executivos de diversas empresas estão atentos a fatores como rentabilidade, maior taxa de produtividade de seus times e um ambiente mais dinâmico e colaborativo como os principais ganhos para aderir ao cloud computing.

Prova disso é que, segundo uma pesquisa da consultoria Frost & Sullivan com executivos e líderes de TI, 36% deles afirmam estar instigados a se atualizar devido a novos concorrentes que se mostram mais modernos. Para 27% deste grupo que aposta em mudanças, a necessidade de digitalização do seu negócio é o principal fator em questão. Outros 18% afirmam querer se digitalizar para atender novos modelos de mercado e 12% pretendem se modernizar pois trabalham com serviços que são, na verdade, produtos (como 99 e Yellow, por exemplo).

Neste cenário, é fundamental que as empresas que investem em projetos de TI não apenas se automatizem, mas também criem um ambiente adequado para que sistemas inteligentes operem de forma completa, com as devidas regras de funcionamento pré-estabelecidas.

Conforme aumenta o interesse de grandes empresas por soluções em cloud service, surgem novos desafios para garantir que seus dados armazenados em nuvem estejam seguros. No entanto, Piva garante: “Hoje, boa parte dos líderes em TI já têm a consciência de que ter seus dados na nuvem é mais seguro do que no seu próprio datacenter. Conseguimos finalmente quebrar o mito de que a nuvem não oferecia segurança suficiente para nossos clientes, com crenças do tipo ‘Google vai ter acesso a todos os meus dados’.

Comments are closed