Mining Hub anuncia edital para startups interessadas em se aproximar da cadeia de mineração brasileira

WhatsAppFacebookLinkedInTwitterGoogle+EmailCompartilhar

Estão abertas as inscrições para startups interessadas em fazer parte do Mining Hub, uma iniciativa que busca a geração de inovação para a mineração com foco setorial e apoiado por 12 grandes players da indústria. O espaço, que ocupará um dos seis andares da recém inaugurada WeWork Savassi Mall, em Belo Horizonte (MG), contará com a participacão das principais mineradoras e fornecedores da cadeia do setor no país. Os formulários de inscrição e o edital completo podem ser acessados pelo site www.mininghub.com.br até 11 de janeiro de 2019. Podem se inscrever startups cujos focos de atuação de enquadrem em algum dos desafios estratégicos e operacionais anunciados pelo projeto: Segurança (Operacional e SSO – segurança e saúde ocupacional); Gestão da Água; Fontes de Energia Renovável; Eficiência Operacional; e Gestão de Resíduos e Rejeitos.

As startups e empreendedores selecionados serão acelerados em ciclos de quatro meses, sendo que o primeiro terá início em Fevereiro de 2019. Lançado em novembro deste ano, o Mining Hub conta com o apoio do Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM) e reúne as mineradoras Anglo American, AngloGold Ashanti, ArcelorMittal, CSN, Ferrous, Gerdau, Kinross, Mineração Usiminas, Nexa Resources, Samarco e Vale. Também já confirmaram presença fornecedores relevantes ligados ao setor, como Haver Brasil, IHM Stefanini, ISQ, Petronas e ThyssenKrupp.

Entre as vantagens para as startups que conseguirem, por meio do edital, garantir o seu espaço no Mining Hub, está a proximidade com as grandes empresas envolvidas, que poderão atuar como clientes-anjo e, inclusive, evoluir para uma potencial joint venture, spin-in ou M&A. Além disso, vale destacar o acesso a um programa de inovação aberta conjunto, onde as soluções de sucesso podem ser escaladas de forma fácil e ágil entre as empresas que patrocinam o programa. O grande objetivo do Mining Hub é gerar conhecimento, novas tecnologias, produtos e serviços e, inclusive, promover a transformação cultural do setor, tido hoje como um dos mais tradicionais do mercado, preparando-o para as tendências do futuro do trabalho.

Projeto integra o WeWork Labs

O Mining Hub integra o WeWork Labs, iniciativa global da WeWork trazida para o Brasil em meados de 2018. Ele é dividido em duas frentes: de um lado, a plataforma capacita startups e empreendedores, por meio da oferta de espaços de trabalho e uma programação que conta com uma rede de mentores exclusiva, curadoria de conteúdos, ferramentas desenvolvidas internamente e um funcionário da WeWork dedicado exclusivamente ao projeto (Labs Manager), responsável por conectar as startups com mentores, clientes e, eventualmente investidores e fundos.

Já na frente voltada para grandes empresas, o WeWork Labs se propõe a contribuir para que organizações de qualquer segmento possam se desenvolver e inovar em suas estratégias de atuação, a partir da aproximação com essas startups, que poderão apoiá-las de maneira customizada na solução de seus desafios, por meio de tecnologia e transformação cultural. Em ambos os casos, a iniciativa conta com parcerias junto a universidades, aceleradoras, incubadoras, empresas de venture capital e especialistas de diversos setores, criando e apoiando um ecossistema de inovação, que colabora para o sucesso desses negócios.

O WeWork Labs já conta com cinco espaços em São Paulo e Rio de Janeiro, mas terá em Belo Horizonte a sua primeira unidade focada em uma área de atuação específica. A primeira WeWork mineira, inaugurada em 22 de novembro, terá capacidade para 800 posições de trabalho até fevereiro de 2019. No Brasil desde 2017, a empresa conta com outras 15 unidades, em São Paulo, Rio de Janeiro, e mais de 15 mil pessoas trabalhando em seus espaços.

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.