Projeto inédito visa formar organizadores de Hackathons no Brasil

WhatsAppFacebookLinkedInTwitterGoogle+EmailCompartilhar

A Shawee, plataforma criada para democratizar o conceito de hackathon no Brasil e automatizar esses eventos, apresentará um projeto inédito durante a 5ª Conferência Anual de Startups e Empreendedorismo (CASE): o Pulsar Hacker. A meta final é formar 50 novos organizadores de hackathons – maratona de programação que reúne um time de profissionais de diversas áreas, com o objetivo de trazer uma solução para um problema, uma meta, ou ideias inovadoras e utilizáveis – nas empresas que vão integrar o Pulsar Hacker. O primeiro evento da série será realizado durante o CASE e deverá desenvolver uma solução para a ONG Somos Todos Heróis, primeira empresa impactada pelo Pulsar Hacker.

Após organizar mais de 100 eventos para empresas de todos os portes, os sócios da plataforma Rodrigo Terron e Abraão Sena identificaram a necessidade de capacitação e treinamento de potenciais talentos. “A Shawee é protagonista e a única startup brasileira que pode automatizar todo o processo de um hackathon, de sua idealização, organização, realização e até avaliação – de ponta a ponta. Esse projeto visa empoderar e trazer boas práticas para a comunidade hacker”, afirma Rodrigo Terron, sócio fundador da Shawee. De acordo com ele, esse novo projeto pretende tornar essa atividade mais acessível e transformar as comunidades, que estão fora dos grandes centros, em referências para desenvolvimento de soluções para empresas.

O hackathon para a Somos Todos Heróis será composto por cinco equipes de quatro pessoas previamente selecionadas. A maratona terá 24 horas de duração e tem como objetivo desenvolver soluções que contribuam para revolucionar a forma de doar no Brasil, bem como aplicações para solucionar os problemas do alto custo nos tratamentos de saúde para crianças com condições especiais.

Os participantes selecionados já recebem como premiação um ingresso para o CASE, enquanto a equipe vencedora receberá um ingresso full para a Campus Party 2019.

Abraão Sena, sócio da Shawee, acredita que esse hackathon é só o primeiro passo para uma empresa que deseja respirar inovação. “O que se planta nesse tipo de evento precisa ser cultivado frequentemente através de encontros, conexões com a comunidade, parceria com os projetos que mais atendem às necessidades, entre outras ações”, afirma.

Com uma equipe altamente especializada na organização e realização de hackathons, o objetivo da Shawee é automatizar todos os processos que envolvem os eventos e torná-los mais rápidos, dinâmicos e organizados, com o foco em auxiliar as empresas na mudança de mindset e empoderar jovens empreendedores do Brasil.

A plataforma foi criada em 2017 e já realizou eventos em 10 estados brasileiros para 40 clientes, entre eles Uber, Itaú, SAP, IBM, Stone, Elo Cartões, Banco Original e outros. São mais de 10 mil usuários cadastrados. Em 2018, a startup também montou sua operação na Campus Party e foi destaque em quatro participações ao longo dos cinco dias de evento.

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.

  • CONHEÇA O CANAL DE VÍDEOS DO VALOR AGREGADO

    CONHEÇA O CANAL DE VÍDEOS DO VALOR AGREGADO