WeWork chega a Belo Horizonte

WeWork chega a Belo Horizonte

No dia 22 de novembro, Belo Horizonte se tornará a terceira cidade do Brasil a contar uma unidade da WeWork, maior rede de espaços de trabalho do mundo. A empresa, avaliada em US$ 45 bilhões, inaugura seu novo espaço, que ocupará seis andares do prédio localizado na Rua Sergipe, 1.440, na Savassi – um dos bairros mais emblemáticos da capital mineira. Para marcar a chegada à cidade, a empresa promove um evento de inauguração oficial cuja programação contará com um painel sobre Futuro do Trabalho com participação das empresas mineiras Ferrous, Méliuz e Localiza.

A WeWork Sergipe 1.440 será inaugurada com 100% de ocupação na primeira fase de abertura, com capacidade para 200 posições de trabalho. Até fevereiro de 2019, serão mais de 850 posições. “A abertura da nossa terceira cidade no país é motivo de muito orgulho para todos nós e especialmente para mim, que nasci e cresci aqui em Belo Horizonte. A cultura da WeWork tem muita aderência com o jeito mineiro de ser, pois estimulamos que as pessoas se conectem, conversem, interajam e que daí possam sair bons negócios e até amizades”, afirma. “Além disso, nossa chegada a BH é mais um passo em direção à crescente expansão física da nossa comunidade no Brasil. Esperamos contribuir para conectar nossos membros daqui com os de São Paulo, Rio de Janeiro e outras cidades do mundo, estimulando negócios e, assim, contribuindo para o fomento da economia local”, conclui Mendes.

Entre os primeiros membros estão startups, como a ISQ Brasil, e também empresas mineiras, como a Take, primeiro membro da WeWork em Belo Horizonte. Assim como em qualquer uma das mais de 300 unidades da WeWork no mundo, empresas que pretendam transferir alguma área de negócio ou mesmo a sua sede inteira para o espaço podem esperar ter acesso a muito mais do que apenas um local de trabalho diferenciado – com estrutura que inclui internet de alta velocidade, café e chope à vontade, limpeza e recepção, segurança 24h e muito mais.

“Projetamos nossos espaços para que estimulem a criatividade, a inovação e para que se tornem lugares de conexão entre membros, independentemente de suas áreas de atuação. Nossa comunidade em Belo Horizonte já conta com uma diversidade muito interessante de empresas, desde decoradores e advogados a uma startup que desenvolve projetos para a indústria aeroespacial. Isso sem mencionar a nossa iniciativa focada na indústria de mineração, que já é benchmark para a empresa em nível global”, pontua Mendes.

Hub da Mineração

Cada unidade da WeWork no mundo é diferenciada ao abraçar as características únicas do país e, principalmente, da região onde está inserida – desde elementos de design aplicados aos prédios às particularidades locais das comunidades que se formam nos espaços. No caso de Belo Horizonte, a WeWork chega à cidade com um projeto especial para o setor de mineração, um dos principais do estado. A unidade abrigará o Mining Hub, primeiro hub de inovação para o setor de mineração do país. Com o apoio do Instituto Brasileiro de Mineração (IBRAM), a iniciativa, inédita no setor em nível global, tem a missão de gerar inovação aplicada aos desafios do segmento, uma das principais atividades econômicas do país. O projeto integra o WeWork Labs, iniciativa global da WeWork para apoio a startups em estágio inicial, trazida ao Brasil no início de 2018.

O programa é dividido em duas frentes: de um lado, a plataforma capacita startups e empreendedores em estágio inicial por meio da oferta de espaços de trabalho e um programa que conta com uma rede de mentores exclusiva, curadoria de conteúdo, ferramentas desenvolvidas internamente e um Labs Manager, responsável por conectar as startups com mentores, clientes e, eventualmente investidores e fundos. Já na frente voltada para grandes empresas, o WeWork Labs se propõe a contribuir para que organizações de qualquer segmento possam se desenvolver e inovar em suas estratégias de atuação a partir da aproximação com essas startups, que poderão apoiá-las de maneira customizada na solução de seus desafios por meio de tecnologia e transformação cultural. Em ambos os casos, a iniciativa conta com parcerias com universidades, aceleradoras, incubadoras, empresas de Venture Capital e especialistas de diversos setores, criando e apoiando um ecossistema de inovação que colabora para o sucesso desses negócios.

No Brasil desde 2017, a empresa, 2ª maior startup do mundo, já conta com onze endereços em duas capitais, São Paulo e Rio de Janeiro, e mais de 12 mil pessoas trabalhando de seus espaços. Além de Belo Horizonte, até o fim do ano, a WeWork pretende chegar a 15 prédios e mais de 15 mil membros no país.

WeWork no mundo

– Uma das maiores startups do mundo, avaliada em US$45 bilhões

– Mais de 320.000 membros

– 335 espaços físicos em 83 cidades e 24 países

– Até o final de 2018, a WeWork projeta que terá aumentado seu número de espaços de trabalho para 400 e seus membros para 400 mil

WeWork no Brasil

– Mais de 12 mil membros

– 11 espaços físicos em São Paulo e no Rio de Janeiro

– Em 2018, além de Belo Horizonte, a empresa inaugura mais 2 prédios, ambos no Rio de Janeiro: Botafogo e Barra da Tijuca.

Comments are closed