Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino: veja alguns exemplos de mulheres inspiradoras

Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino: veja alguns exemplos de mulheres inspiradoras

As mulheres têm aumentado sua representatividade no universo empreendedor, porém elas ainda precisam superar algumas barreiras para se equiparar aos homens que resolvem abrir o próprio negócio. Podemos observar tal fato, por exemplo, no InovAtiva Brasil, um programa gratuito de aceleração em larga escala para negócios inovadores de qualquer setor e região do Brasil, realizado pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), com execução da Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (CERTI).

Em 2013, na primeira edição do programa, apenas 5% das startups aceleradas eram comandadas por mulheres e na próxima edição, que ocorre entre os dias 8 e 10 de dezembro, esse percentual deve chegar a 14%.

Visando estimular ainda mais o espírito empreendedor e a liderança feminina, a Organização das Nações Unidas criou, em 2014, o Dia Mundial do Empreendedorismo Feminino, celebrado em 19 de novembro. Para comemorar a data e mostrar que o “sexo frágil” também pode conquistar independência financeira e um lugar de destaque no mercado de trabalho, listamos 10 startups comandadas por mulheres e que são referência em seus mercados de atuação:

Boletão – Ariane Tamara Pelicioli da Rosa é a idealizadora e CEO do Boletão, solução que une todos os boletos do usuário em um só e em uma única data mensalmente com o objetivo de oferecer ao usuário uma vida com menos boletos. A empreendedora lidera um time só de mulheres e, mesmo na fase inicial do negócio, o Boletão já recebeu reconhecimentos e participa de programas como AHK Accelerator, Inovativa Brasil, Programa de Aceleração da Visa, entre outros, além de estar no portfólio das startups investidas pelo BMG Uptech;

New Tissue – Bibiana Franzen Matte é sócia-fundadora da New Tissue, uma startup de biotecnologia que realiza testes de produtos cosméticos e farmacêuticos em pele artificial para substituir o uso de animais. Com experiência em pesquisa científica, ela se tornou empreendedora recentemente e já conquistou presença no cenário da inovação brasileira como finalista do InovAtiva Brasil e do 100 Open Startups;

Aya Tech – Fernanda Checchinato, doutora em engenharia é a fundadora e CEO da Aya Tech, especializada em inovações para saúde, como solução para repelir insetos, bactérias e fungos para todas as faixas etárias. A startup já recebeu diversos reconhecimentos nacionais e internacionais: participou das missões Paris e Miami do StartOut Brasil, foi vencedora do Sebrae Like a Boss SP 2018, foi escolhida como um dos 12 destaques no programa InovAtiva Brasil 2018.1 e participou dos processos de aceleração Braskem Labs 2016 e Biostartup Lab 2018;

Workay – Juliana Brito é Co-Fundadora e CEO da Workay, plataforma que oferece experiências positivas em pequenas e médias reformas residenciais. A startup também insere e capacita mulheres no ramo da construção civil. A empreendedora lidera um time de cerca de 30 profissionais parceiras e já recebeu certificações da Shell Iniciativa Jovem, Inovativa Brasil e Instituto Genesis Puc-Rio além de ter passado pelo programa de aceleração da StartupFarm;

Blend Edu – Thalita Gelenske é fundadora e CEO da Blend Edu, startup que visa promover diversidade e inclusão em empresas e escolas. A empreendedora foi reconhecida como a Valuable Young Leader nº1 do Brasil em 2017 pela Eureca e pela Harvard Business Review Brasil e vai representar o país no Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça. A empresa, por sua vez, foi selecionada para a aceleração do Inovativa de Impacto SocioAmbiental e como semifinalista do desafio Singularity Global Impact Challenge (Singularity University);

Timokids – Fabiany Lima é fundadora do Timokids, startup educacional com a proposta de dialogar com crianças acerca de assuntos difíceis que elas terão de enfrentar ao longo da vida. Temáticas como bullying, assédios e conscientização ambiental são trabalhados em forma de historinhas digitais, como um livro. Segundo dados comprovados pela própria plataforma, o índice de absorção do conteúdo pré e pós aplicação das atividades mostra uma mudança de mais de 30% em conhecimento absorvido pelas crianças entre sete a 10 anos. Com as crianças menores, entre cinco a sete anos, o índice sobe para 52%;

Trustvox – O setor de e-commerce é dominado predominantemente por homens. Essa foi uma das principais dificuldades enfrentadas pela Tatiana Pezoa, CEO da Trustvox, plataforma de certificadora de reviews, ao iniciar o seu negócio. Diante desse cenário, uma das soluções encontradas pela empreendedora foi mostrar para os profissionais da área que ela possuía conhecimento e propriedade sobre aquilo que estava sendo dito. A Trustvox assegura a veracidade de reviews no Brasil, atuando com o propósito de tornar a sinceridade padrão no mercado de e-commerce e, por consequência, gerar cada vez mais vendas aos comerciantes.

Agrosmart – Com apenas 26 anos, Mariana Vasconcelos, CEO da Agrosmart, plataforma de agricultura digital que atua no monitoramento de plantações fornecendo informações em tempo real aos agricultores, coleciona diversos prêmios e homenagens, como uma das 100 personalidades mais influentes do agronegócio de acordo com a Revista Dinheiro Rural, recebeu uma bolsa em Universidade da NASA e convites para participar de eventos do setor, abrindo portas para a internacionalização da empresa, que já possui atuação no México, Israel, Colômbia, EUA, Chile, Argentina, Peru e Colômbia;

Solides – Mônica Hauck, co-fundadora da Solides, HR Tech mineira especializada em gestão comportamental e people analytics, fundou a empresa em 2010 com o objetivo de trazer para o mercado inovação e tecnologia, impactando e mudando o cenário de gestão de pessoas para levar mais resultados estratégicos para o público de RH. A profissional foi vencedora do Prêmio Mulheres Notáveis na categoria Tecnologia e atua como pesquisadora no desenvolvimento dos produtos inovadores produzidos pela empresa, incluindo o sistema Profiler para identificar o Perfil Profissional e Comportamental reconhecido pelo Ministério da Ciência e Tecnologia e pela FINEP como Produto Inovador e certificado pela UFMG com índice maior precisão a 97% e pela USP;

TelaVita – Milene Rosenthal, co-fundadora da TelaVita, marketplace de saúde digital que conecta profissionais da psicologia a pacientes. Por 15 anos, Milene ocupou cargos executivos no setor de RH até que decidiu empreender, levando a psicologia para o ambiente online. Em 2014 ganhou o prêmio Mulheres de Negócio do SEBRAE em 1º lugar.

Comments are closed