Conheça a trajetória de sucesso de Camila Farani como empreendedora e investidora-anjo

Camila Farani é um dos “tubarões” do Shark Tank Brasil e sócia-fundadora da G2 Capital, uma butique de investimentos com foco em startups. Além de acumular uma trajetória empreendedora respeitável, Camila firmou seu nome como um dos principais na área de investimento-anjo no Brasil, chegando a ganhar prêmios como Melhor Investidora-Anjo no Startup Awards 2016.

Atualmente investe em mais de 30 startups. A empresária e investidora carioca é formada em Direito, pós-graduada em Marketing e especialista em empreendedorismo e inovação na Universidade de Stanford e no Massachusetts Institute of Technology (MIT). Entre as realizações de sua caminhada empreendedora iniciada em 2001, Camila Farani criou o Grupo Boxx que engloba coffee shops e fast-foods saudáveis. Possui também uma marca própria de café em grão, o Farani Caffè.

Desafio aos 16 anos – Para percorrer essa jornada de sucesso, Camila começou logo cedo a vivenciar os problemas reais de se empreender em um país como o Brasil. Perdeu o pai aos quatro anos e foi, então, que sua mãe decidiu abrir uma tabacaria no Rio de Janeiro. Aos 16 anos, quando Camila trabalhava na empresa da família, fez uma ousada proposta para sua mãe: aumentar em 30% o faturamento do negócio em um determinado prazo. Na sua estratégia, implementou uma pequena inovação naquela época que era oferecer café gelado aos clientes. Se o desafio proposto tivesse êxito, ela passaria a ter porcentagem da empresa.

“Consegui um pouco menos (26%), mas minha mãe resolveu me recompensar porque provei que eu tinha capacidade de execução e conseguia fazer as ideias acontecerem. Esse aprendizado carrego comigo em tudo o que faço. Se você se propõe a fazer algo, analise o negócio e execute. O fato dela ter me dado porcentagem da empresa foi apenas uma das primeiras (e grandes) lições que ela me ensina até hoje. Gratidão é algo indispensável na vida e nos negócios”, conta Camila. Pouco tempo depois, aos 21 anos, ela propôs outra inovação na empresa familiar: passou a servir – na área de café – coquetéis da bebida. Com o crescimento das vendas, conseguiu fechar sociedade com sua mãe.

Quatro negócios aos 26 anos – Na época em que ingressou na faculdade de Direito, Camila Farani usou do pouco capital que dispunha na época para abrir negócios no segmento de alimentação. Com 23 anos já comandava sua própria empresa e aos 26 acumulava quatro negócios próprios. Experiente na área, Farani foi convidada a ser diretora de um novo projeto de alimentação saudável do Grupo Mundo Verde. “Não podemos deixar de arriscar por medo de errar. O ‘não’ a gente já tem. Só tem uma coisa que faz a diferença: atitude”, comenta.

“Quando decidi sair do grupo Mundo Verde, já com uma bagagem de aprendizado, voltei para os meus negócios e criei o Grupo Boxx para consolidar as marcas de alimentação, inclusive a Farani Caffè. Criei novos segmentos em serviços para empresas e também ao público final. Foi nesse período que um amigo me convidou a conhecer o que eram investimento-anjo e startups”, comenta.

Camila aceitou o convite e compareceu ao Fórum do Gávea Angels, um dos primeiros grupos de investidores-anjo no Brasil que tem o propósito de promover o desenvolvimento de startups. Nascia ali uma genuína paixão em atuar como investidora-anjo para fomentar negócios de tecnologia que a levaria a novos rumos, inclusive à própria presidência da Gávea Angels quatro anos depois.

Investidora de mais de 30 startups – Ao longo desse caminho, Camila buscou obter também conhecimento técnico para embasar suas decisões como empreendedora e investidora-anjo, que já vivenciava há mais de 15 anos. Para isso, fez cursos de especialização em empreendedorismo na Babson College e Customer Development em Stanford, além de MBA em Marketing pela PUC-RJ. Possui, ainda, especialização em Lideranças Femininas pela Fundação Dom Cabral e pelo Smith’s College Executive Education for Women.

Hoje Camila é investidora de mais de 30 startups, sendo alguns investimentos diretos e outros indiretos (por meio de sociedades com aceleradoras e grupos de investimento-anjo). A empresária é também professora de empreendedorismo e inovação no curso de pós-graduação da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Também participa ativamente de grupos e entidades focados em apoiar startups.

Outra atividade muito conhecida de Camila Farani é a de palestrante. Quando tem sua presença anunciada em eventos, os auditórios ficam lotados e sempre possui repercussão positiva visto que seu nome é um dos principais nos ramos de empreendedorismo, investimento-anjo e inovação nas redes sociais brasileiras.

Empreendedorismo feminino – Como uma autêntica mulher empoderada e empoderadora, cofundou, em 2014, a MIA – Mulheres Investidoras Anjo. Esta iniciativa investe em startups lideradas por mulheres. O objetivo da entidade é capacitar, sensibilizar e investir em mulheres para que elas se integrem mais no mercado de investimento-anjo. Dessa forma, empresárias, especialmente as que trabalhavam com produtos destinados ao público feminino, têm um apoio mais específico e engajado. Essa ajuda pode vir tanto em aspecto financeiro como em compartilhamento de experiências e conselhos.

Entre os reconhecimentos conquistados, Camila Farani ganhou o Prêmio Barão de Mauá – Jovem Empresária, promovido pela Associação Comercial do Rio de Janeiro em 2013. De 2016 a 2018 presidiu o Gávea Angels. Além de tudo isso, é embaixadora da Rede Mulher Empreendedora.

Marcado , , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.