IoT Latin America: participação maciça e otimismo para o cenário brasileiro deram o tom à edição 2018

WhatsAppFacebookLinkedInTwitterGoogle+EmailCompartilhar

Um clima de otimismo e participação intensa do público marcou a IoT Latin America 2018, feira internacional da Internet das Coisas, que aconteceu nos dias 29 e 30 de agosto, no Transamérica Expo Center. O evento mostrou como cada vez mais a internet está presente no nosso dia a dia, em praticamente todos os tipos de negócios e empresas e o impacto da IoT (Internet of Things) nos próximos anos no Brasil. A feira é o mais importante evento B2B exclusivamente voltado ao setor e com foco na geração de negócios na América Latina e promove, simultaneamente, o 3° Congresso Brasileiro e Latino- Americano de Internet das Coisas (IoT), organizado pelo Fórum Brasileiro de Internet das Coisas. Além da exposição, a IoT Latin America apresentou em seu Multipalco de Verticais discussões sobre casos abrangendo todo o ecossistema de Internet das Coisas em diversas verticais.

No primeiro dia, o Multipalco de Verticais trouxe 14 palestras e 2 painéis com auditórios completamente lotados e filas de espera para acompanhar grandes especialistas abordando os temas de IoT em diversas áreas: “IoT na Indústria Automotiva: Aplicações práticas da fábrica ao automóvel”, com RenateFuchs, Partner na Porsche Consulting; “Oferta comercial e disponibilidade de cobertura: a rede SIGFOX da WND e os casos reais em larga escala de IoT no Brasil”, com Eduardo Iha, Diretor de Negócios da WND; “O que estamos esquecendo na Casa Inteligente?”, com George Eric Wootton, Diretor Técnico da Auriside; “Soluções Eficazes para pequena e média empresa”, com Maurício Finotti, Sócio-diretor da MOB I+E; “A Transformação Digital no Saneamento” – com Daniel Bocalão Jr, Gerente de Conectividade e Segurança da Informação na Sabesp; “IoT no Varejo – Customer Connect Space”, com Felipe Grando Sória, daBematech, e o painel “Metodologias modernas na abordagem e implementação de projetos de IoT”, com os painelistas Roberto Leandro Aran, Diretor de Operações da SAP, Omar Rodrigues, Diretor de Novos Negócios Healthcare da DXC Technology, Christian K. Rempel, da Logicalis, Gustavo Brito, Diretor da IHM Stefanini, e mediação de André Echeverria, Líder Inovação e Transformação Digital na Brasscom.

E no 2: “Inovações no Setor de Saneamento”, com Cristina KnörichZuffo, Superintendente de P&D Tecnológico da Sabesp”, “Qual o valor que a manufatura digital agrega ao seu negócio?”, com RüdigerLeutz, Diretor Geral da Porsche Consulting Brasil; “Design Thinking e Viabilidade de Moldes plásticos: transformando boas ideias em projetos rentáveis”, com Alexandre Turozi, da CEO da 2pra1; “Plataforma RenesasCortex M: Suporte para o treinamento de desenvolvedores de soluções IoT Edge Computing”, com o Eng. Douglas P.B Renaux; “Como a Internet das Coisas está revolucionando a automação predial”, com Julio Cesar Garcia, Coordenador de Engenharia de Aplicações na Advantech; “Ação de fomento à inovação em Internet das Coisas”, com Maurício França, da FINEP; “Agricultura Digital e seus Benefícios”, com Eduardo Polidoro, Diretor de IoT M2M da Embratel; “Do dispositivo à Inteligência, com todos os tombos e tropeços ao longo do caminho…”, com José Gustavo Z. Rosa, da Going2 Mobile, e o painel “Metodologias modernas na abordagem e implementação de projetos de IoT”, com os painelistas Roberto Leandro Aran, Diretor de Operações da SAP; Omar Rodrigues, Diretor de Negócios para Healthcare, Life Sciences e Seguros da DXC Technology, Christian K. Rempel, da Logicalis, Gustavo Brito, Diretor da IHM Stefanini, e mediação de André Echeverria – Líder de Inovação e Transformação Digital na Brasscom.

Conhecimento e negócios

Além de um catalisador e divulgador de excelência em conhecimento, o evento também significou boas oportunidades de negócios.

Para Mauro Salomão, diretor da Mouser, que teve estande na feira, o público foi dinâmico e a indústria tem empurrado o desenvolvimento do Brasil e procurado trazer novas tecnologias, inclusive IoT. “O BNDS lançou um projeto da IoT que vai ter um investimento de 231 bilhões de dólares até 2030. O cenário é otimista e pode levar a grandes realizações, mas vai depender também do resultado das eleições este ano”, ressalta.

Na opinião de Huéliquis Fernandes Sales, da Renesas, que participou pela terceira vez da IoT Latin America, a feira surpreendeu. “Tivemos um fluxo bem grande de pessoas em nosso estande. Foi muito bom, deu a chance de mostrar várias soluções que a Renesas apresenta pra área de IoT.”

Francisco Cavalcanti, CEO da WND, comemora o sucesso da empresa e as perspectivas positivas para o país. “Tivemos um avanço tremendo em um ano, estamos em todas as capitais do Brasil. O ramo de utilities – energia, águia – deu um grande salto. A feira foi muito boa, cresce ano a ano cada vez mais, tem mercado para todo mundo. O Brasil está avançando, com o apoio do Ministério da Ciência e Tecnologia e da Anatel, que têm focado muito em IoT. Tem havido financiamento do BNDES e do Finep para startups nessa área. É impressionante como temos avançado”, comemora o executivo.

Aprovação do público

O último dia de palestras contou com casa cheia e empolgou o público presente na exposição: “A feira foi maravilhosa, assisti à praticamente todas as palestras, que abriram minha mente e serviram como referencial teórico para mim”, elogia o visitante Marcos Ferreira, estudante de Tecnologia da Informação.

Elizabeth Sosa deu atenção especial aos temas da Indústria 4.0. “A palestra com Eduardo Peixoto foi muito rica e instrutiva.”

Para Felipe Alvares, da Desoltec Engenharia, que visitou a feira no último dia, foi um evento que demonstrou o crescimento da IoT no Brasil. “Foi muito interessante, várias startups mostrando projetos e inovações da tecnologia, especialmente IoT. Muitas empresas trazendo soluções novas. O mercado até então estava muito fechado, sem muitas opções de tecnologia. Já podemos ver algumas opções novas pra IoT, podemos ver que o mercado está evoluindo bem rapidamente.”

Marcado , , , , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.