WAMPS 2018 analisará o impacto das metodologias ágeis e da segurança na qualidade do desenvolvimento de software

Estão abertas as inscrições para a 14ª edição do tradicional Workshop Anual do MPS (WAMPS 2018), que este ano será realizado no dia 24 de agosto em Maringá, no Paraná, como parte da programação do TICNOVA 2018.

O WAMPS 2018 reunirá avaliadores, implementadores e sênior advisors, empreendedores, startups e demais profissionais ligados ao MPS.BR, programa da Softex que conta com o apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). O MPS.BR tem por objetivo melhorar a capacidade de desenvolvimento de software, serviços e as práticas de gestão de RH na indústria de TIC utilizando um modelo adequado à realidade e às necessidades das empresas nacionais.

Com 143 avaliações MPS Software e MPS Serviços realizadas desde 2004, o Paraná é o estado que ocupa a primeira posição no ranking nacional. A liderança paranaense é resultado do trabalho contínuo realizado pelo setor de Tecnologia da Informação no estado e executado pelos agentes regionais da Softex – Cenetic, Software by Maringá e Senai Londrina – com o apoio da Assespro-Paraná e do Sebrae.

Segundo Rafaela Campos, presidente da Software by Maringá, entidade que reúne mais de 100 empresas de TI, startups e profissionais autônomos e que atua como agente Softex, a realização do Workshop Anual do MPS (WAMPS 2018) durante a 6ª edição do TICNOVA, um dos maiores eventos de tecnologia e inovação do sul do país, é de extrema importância para o ecossistema crescente de TI na região.

“Atualmente Maringá é a segunda cidade com o maior número de certificações MPS.BR do Brasil, só perdendo para São Paulo. Queremos que cada vez mais empresas adotem esses processos e se tornem cada vez mais competitivas, ganhando escala global. Mas, além da certificação, as práticas de gestão que são implantadas permitem que a empresa cresça de forma mais estruturada, previsível e segura”, finaliza Rafaela.

Lançado há 14 anos, o MPS.BR é o único programa brasileiro de avaliações de qualidade voltado para setor de TIC. Contempla hoje três modelos de referência – software, serviços e recursos humanos – e conta com 18 instituições implementadoras. Os três modelos do MPS contabilizam um total de 831 avaliações e mais de 6.400 pessoas capacitadas.

Para Diônes Lima, vice-presidente executivo da Softex, “o Programa MPS.BR tem sido importante na melhoria da capacidade de desenvolvimento de software, serviços e gestão de pessoas nas empresas de TI; e também no fomento da competitividade das empresas do setor”.

“Metodologias Ágeis: Desafios e Lições Aprendidas” é um dos temas em debate durante o evento. Trata-se uma alternativa ao modelo tradicional de construção de aplicações tecnológicas usadas para agilizar o trabalho dos desenvolvedores e proporcionar a melhoria contínua dos processos por meio da aproximação e da maior colaboração entre o time de desenvolvimento com os experts de negócios, gerando benefícios como redução de riscos e erros, melhoria da qualidade do produto final, maior produtividade, agilidade na tomada de decisões e no time-to-market.

Destaque também para a palestra “Não há qualidade sem segurança”. Na oportunidade, serão abordados os principais conceitos do desenvolvimento seguro de software e apresentados números comprovando que cuidar da segurança desde início do processo reduz o custo total de desenvolvimento e manutenção de sistemas.

A grade de palestras inclui ainda uma avaliação sobre a integração de processos de melhoria e gestão com MPS Serviços e ISO 20.000 e uma análise sobre a questão da qualidade em gestão de pessoas, software e serviços como fator de excelência e sucesso.

Para informações adicionais, inscrições e acesso à programação completa do WAMPS 2018 visite http://wamps.softex.br/

Marcado , , , , , , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.