Área de TI da Nextel implementa plataforma de Microsserviços e APIs

A Nextel tem mobilizado todos os seus esforços para que a qualidade da experiência do cliente seja reconhecida como seu principal diferencial no setor de telefonia móvel. Para isso, realizou uma profunda análise de toda a jornada do cliente, da contratação ao cancelamento, e desenhou um novo modelo operacional, mais ágil, eficiente em permanente processo de atualização.

Do ponto de vista tecnológico, um dos principais gargalos do setor é o grande volume de sistemas legados, que possuem baixa capacidade de integração e de adaptação às novas demandas da indústria.

Para superar essa barreira, a área de Tecnologia da Informação da Nextel, em parceria com a Engineering do Brasil, redesenhou a arquitetura com uma abstração digital da operação, utilizando o conceito de microsserviços e APIs. Desenvolvida em apenas 60 dias por uma equipe de 30 profissionais, a nova plataforma simplificou a interface com os sistemas legados e viabilizou a disponibilização de dados em tempo real. Além disso, possibilitou o compartilhamento de dados com empresas parceiras – como fornecedoras de serviços de valor adicionado (SVA), OTTs e empresas de call center – e a criação de novos produtos digitais.

Para Marcelo Amar, CIO da Nextel, anova plataforma deu grande agilidade à operação e atendeu às demandas das áreas de negócios. “A arquitetura baseada em microsserviços oferece escalabilidade, resiliência, autorrecuperação e flexibilidade. Além disso, o projeto contou com metodologias ágeis, tecnologias inovadoras e com o conceito de DevOps, o que assegurou resultados imediatos para toda a companhia”, destaca o executivo.

Para Filippo di Cesare, CEO da Engineering do Brasil, “Este projeto com a Nextel confirma, mais uma vez, a Engineering como o parceiro ideal para apoiar na transformação digital dos nossos clientes. O projeto mostrou a importância do nosso “Digital Transformation Framework” como nova ferramenta necessária para as empresas alcançarem os pilares fundamentais da jornada Digital, como a transformação da “Customer eXperience”, além da transformação dos “Processos Operacionais” e dos “Modelos de Negócios”, explica o CEO.

Marcado , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.