• Translate to

    Arabic Arabic Chinese (Simplified) Chinese (Simplified) Dutch Dutch English English French French German German Italian Italian Portuguese Portuguese Russian Russian Spanish Spanish

GFT cria área internacional para estratégias financeiras exponenciais

WhatsAppFacebookLinkedInTwitterGoogle+EmailCompartilhar

Como parceira tecnológica estratégica para o segmento de serviços financeiros, a GFT tem como visão que o futuro da transformação digital do setor se desenvolva por meio do uso de tecnologias exponenciais. Por isso, a companhia criou uma nova área de negócios, especializada no desenvolvimento da estratégia bancária exponencial, com equipe multidisciplinar de profissionais que trabalham exclusivamente nesta nova unidade internacional.

“Estamos em um momento crucial para a transformação digital do setor de serviços financeiros. O exponential banking é a evolução natural da digitalização cada vez mais rápida na indústria e é impulsionado pelo crescimento exponencial da tecnologia ao longo do último meio século. Agora é a hora de os bancos adotarem as oportunidades dadas pelas tecnologias exponenciais”, explica Marco Santos, managing director Latam da GFT.

Com mais informações disponíveis para processamento e a uma velocidade muito maior, as instituições financeiras podem se beneficiar enormemente das tecnologias exponenciais, fornecendo produtos e serviços mais personalizados no momento mais apropriado para os clientes, com o menor intervalo de tempo entre ideação e lançamento no mercado, por meio de soluções móveis, nuvem, inteligência artificial, Internet das Coisas, realidade virtual aumentada e análise de dados ou automação robótica. “Estamos convencidos de que as tecnologias exponenciais poderão evoluir na transformação digital dos bancos, acelerando seu roadmap digital e proporcionando uma capacidade de mudança contínua”, reforça o executivo.

Quatro pilares para um sistema à prova de futuro

A nova área, que visa a implementação bem-sucedida da abordagem bancária exponencial, investe na transformação em três níveis: negócios, tecnologia e organização. “O nosso objetivo é a identificação de jornadas estratégicas dos consumidores, que podem ser potencializadas para transformar quatro aspectos cruciais da operação financeira: experiência dos cliente, organização aberta, gerenciamento de dados e otimização de processos”, complementa Santos. Para isso, a GFT faz uso de quatro pilares do Exponential Banking – Open Banking, Augmented Banking, Automation Banking e Cognitive Banking – que juntos com as quatro áreas de operações bancárias citadas são cruciais para criar um sistema inovador e preparado para os desafios do futuro para qualquer banco de varejo.

Augmented Banking – Aprimora o relacionamento dos clientes com o banco, fornecendo assistência personalizada e serviços de consultoria, como chatbots, robo-advisors ou novas maneiras de interagir com realidade virtual e aumentada. A GFT tem experiência em desenvolver iniciativas estratégicas para grandes bancos europeus, como por exemplo com projetos para tornar os caixas eletrônicos acessíveis a pessoas com deficiência visual por meio de app ou para obtenção de empréstimo para a compra de um carro através de realidade virtual aumentada.

Open banking – Alavanca tecnologias exponenciais não apenas para cumprir com o PSD2 e o GDPR, mas também para explorar novos modelos de negócios baseados em marketplaces abertos e conectados. A GFT atualmente trabalha em diferentes iniciativas relacionadas ao desenvolvimento de APIs e infraestruturas bancárias, como o Bank as a Platform (BaaP).

Cognitive Banking – Permite que os bancos criem soluções de inteligência artificial com base no poder do Big Data e do Fast Data para permitir previsões mais precisas, melhorar o conhecimento do negócio e auxiliar em tomadas de decisão mais assertivas que levem a maneiras inteligentes e inovadoras de interagir com os clientes. Como parte desse pilar, usando os avanços mais modernos em deep learning, a GFT tem criado chatbots e robô-advisors, bem como soluções de gerenciamento de contas cognitivas para grandes bancos.

Automated Banking – Baseia-se na tendência de eficiência operacional, na robotização de processos e maior integração de sistemas para processamento automatizado – consiste em automatizar tarefas hoje feitas manualmente. Segundo estimativas do mercado, nos próximos anos, entre 10% e 25% dos processos de um banco será realizado por robôs. Nesse campo, a GFT desenvolve inúmeras soluções de automação, como a classificação automática de ações judiciais ou execução de testes de aplicações com robôs.

181 Total Views 2 Views Today
Marcado , , , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • CONHEÇA O CANAL DE VÍDEOS DO VALOR AGREGADO

    CONHEÇA O CANAL DE VÍDEOS DO VALOR AGREGADO