Nutanix publica relatório de tendências e adoção de nuvem pública

WhatsAppFacebookLinkedInTwitterGoogle+EmailCompartilhar

A Nutanix acaba de divulgar o Nutanix Public Cloud Usage Report, estudo sobre tendências de uso e adoção de nuvem pública. As organizações estão adotando rapidamente estratégias com várias nuvens (multicloud), avaliando formas de promover maior agilidade e possibilitar inovações mais rápidas e este relatório nos dá mais detalhes sobre isso.

Alguns números reveladores do estudo:

Empresas participantes foram classificadas por nível, para entender quanto gastavam em cloud:

– Iniciantes usavam serviços básicos e gastavam menos de 250 mil dólares por mês;
– Competentes entre 250 mil e 500 mil dólares;
– Proficientes entre 500 mil e um milhão de dólares
– Experts que tinham gasto estimado em mais de um milhão de dólares.

O estudo também mostra que empresas levam até 15 meses em avaliações de implementação de cloud, sendo que empresas de porte menor demoram, em média, apenas cinco meses.

Nas questões em relação a maturidade da utilização de devOps, a maioria das empresas faz uso das práticas, com 80% do total ativo. Outros 15% exploram a possibilidade da utilização das práticas e apenas 5% ainda não veem a ferramenta como uma necessidade em sua respectiva empresa.

Dessa forma, os números com gastos em cloud empresarial praticamente dobraram de 2016 para 2017, sendo que o gasto médio das empresas está acima de US$ 2 milhões. Porém, vale ressaltar que os SMB são os que utilizam maior parte de sua receita para gastos com cloud, em média US$ 620 mil.

As principais áreas que recebem esses investimentos são: computação empresarial, banco de dados, armazenamento e network. O investimento em computação empresarial é superior nas três esferas avaliadas, tendo seu maior gasto de 41% em empresas de médio porte, que também lideram a estatística de armazenamento (9%), enquanto startups e empresas corporativas já estão mais preocupadas em trabalhar com banco de dados (32%).

Em relação as formas de utilização da cloud, o investimento em segurança é a parte majoritária para empresas grandes e de médio porte. Empresas menores também se preocupam com esta questão, porém dão mais atenção ao custo do gerenciamento do que está produzido.

Informações sobre serviços especializados também foram disponibilizadas e mostram ainda uma certa timidez nos números, mas com crescimento. Apenas 6% das empresas estão realizando algum trabalho relacionado a Internet das Coisas. Inteligência Artificial ainda não é pauta principal, mas já tem certa importância para pequenas e médias empresas. Estas mesmas empresas também estão de olho na utilização de Analytics para análise de Business Intelligence.

Marcado , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Invista no valoragregado.com

    Invista no valoragregado.com