• Translate to

    Arabic Arabic Chinese (Simplified) Chinese (Simplified) Dutch Dutch English English French French German German Italian Italian Portuguese Portuguese Russian Russian Spanish Spanish

Para superar escassez de talentos, empresas brasileiras visam melhor experiência no local de trabalho

WhatsAppFacebookLinkedInTwitterGoogle+EmailCompartilhar

Com objetivo de aumentar os esforços para melhorar a experiência no local de trabalho, 94% dos empregadores brasileiros acreditam que uma experiência positiva é fundamental para atrair e engajar talentos. De acordo com o relatório anual Talent Trends, da Randstad Sourceright, realizado com mais de 800 executivos sêniores e líderes de recursos humanos no mundo, 51% dos líderes de talentos do Brasil planejam aumentar a verba destinada à melhoria da experiência do local de trabalho. Além disso, 62% aumentarão o orçamento destinado à melhoria da experiência do candidato.

Para 86% dos líderes do país, o objetivo da estratégia de talento é ter impacto mensurável e, para 78%, a estratégia de aquisição de talento está mais relacionada à criação de valor total para a companhia do que à economia de custos. “As empresas brasileiras perceberam que o candidato qualificado não avalia mais uma proposta somente pelo cargo ou salário. O talento atual, que é disputado pelas empresas, quer se identificar com a cultura de empresa que trabalha, ter equilíbrio entre trabalho e vida pessoal e quer um ambiente que o desafie”, explica Pavel Kerkis, diretor da Randstad Sourceright.

Novas demandas exigem novas abordagens. Por isso, para encontrar o melhor candidato para cada vaga, as empresas têm adotado ferramentas tecnológicas para a realização do processo de recrutamento. Para 94% dos líderes de RH brasileiros, a tecnologia aumenta a atração, o engajamento e a retenção de talentos – e 78% também percebe que a tecnologia tornou o recrutamento mais simples e eficiente. Em relação ao uso na tomada de decisões mais inteligentes, 90% afirma que a tecnologia ajuda e que os dados preditivos são os que mais recebem investimentos.

Para Pavel, a lógica é simples. “As empresas querem escolher o melhor talento para compor seu time. Isso inclui ser alguém, não só com as capacitações necessárias, mas alinhado à cultura e estratégia de negócio da empresa. Nesse sentido, a inteligência artificial permite coleta de novas informações que afinam a busca pela pessoa certa”, explica. Porém, o benefício não é só da empresa. “Os profissionais que estão passando pelo processo seletivo também ganham, já que para a empresa encontrar o candidato ideal, ela precisa transmitir o máximo de seus valores. Esse é o momento que o candidato pode colher informações e avaliar se ele combina com aquele empregador”, orienta.

Para enfrentar um mercado de trabalho acirrado, as empresas precisarão seguir uma estratégia diversificada de contratação, que incentive os funcionários com melhor desempenho, enquanto atrai os talentos difíceis de serem encontrados de forma eficiente.

Principais Resultados do 2018 Talent Trends Report – Recorte Brasil

Tecnologia de RH:

• 94% dos líderes de RH brasileiros acredita que a tecnologia aumenta a atração, o engajamento e a retenção de talentos
• 78% percebe que a tecnologia tornou o recrutamento mais simples e eficiente.
• 90% afirma que a tecnologia ajuda em tomadas de decisões mais inteligentes
• 90% afirma que os dados preditivos são os que mais recebem investimentos

Experiência do candidato:

• 94% dos empregadores brasileiros acredita que uma experiência positiva é fundamental para atrair e engajar talentos
• 51% dos líderes de talentos do Brasil planeja aumentar a verba destinada à melhoria da experiência do local de trabalho
• 62% aumentarão o orçamento destinado à melhoria da experiência do candidato.
• 10% planejam fornecer treinamento ou requalificação para funcionários nos próximos doze meses

Negócios:

• 86% dos líderes do país dizem que o objetivo da estratégia de talento é ter impacto mensurável no negócio
• 78% acredita que a estratégia de aquisição de talento está mais relacionada à criação de valor total para a companhia do que à economia de custos

Adoção da automação:

• 11% das empresas planejam ampliar a automação e a robótica nos próximos 12 meses

123 Total Views 1 Views Today
Marcado , , , , , , , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • CONHEÇA O CANAL DE VÍDEOS DO VALOR AGREGADO

    CONHEÇA O CANAL DE VÍDEOS DO VALOR AGREGADO