Lojas devem se preparar para imprevistos na Black Friday, avalia especialista

WhatsAppFacebookLinkedInTwitterGoogle+EmailCompartilhar

Já não é novidade que o consumidor usará a Black Friday como a principal data do ano para fazer compras – até mesmo antecipando o Natal. De acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, 30% dos compradores já adiantarão os presentes natalinos. Para muitos especialistas, a edição de 2017 da Black Friday será o principal evento do calendário varejista.

Na outra ponta, os lojistas também devem aproveitar para faturar mais. Porém, é preciso adotar alguns cuidados, de acordo com Fabio Mori, diretor de Marketing da Tatix, empresa especializada em gestão completa (full service) de comércio eletrônico. “Como qualquer evento de grande porte, o período é também acompanhado por alguns percalços inesperados que precisam ser sanados de imediato”, avalia.

De acordo com Mori, três são os pontos principais que os gestores, sobretudo do comércio eletrônico, devem se ater. Segundo ele, são:

Entrega
Para as vendas realizadas durante a Black Friday, é essencial que os lojistas estipulem prazos de entrega levando em consideração o alto volume de vendas e as dificuldades enfrentadas pelas transportadores, como o trânsito e a grande quantia de pedidos seguidos, aponta Mori. “Assim, trabalhar com prazos bem elaborados passa a ser primordial para evitar reclamações posteriores, tendo em vista que o próprio cliente já espera por um período maior de entrega nessa data”, aconselha.

Informação
Atuar não só com o descritivo dos anúncios dos itens, mas com todas as informações relacionadas às compras, é essencial, avalia o especialista. Assim, de acordo com Mori, é possível automatizar o disparo de e-mails ou outros tipos de notificações, como push, para avisar os consumidores sobre a situação do pedido, indo além das informações tradicionais, como aprovação de pagamento, emissão de nota fiscal, preparo e envio, e aviso caso ocorra algum atraso e o motivo. “Assim, o público se sente importante perante o estabelecimento, relevando os problemas ocorridos”, complementa.

Atendimento pós-venda e evento
Um dos principais pontos que os gestores não dão a devida importância é no atendimento que deve ser realizado após a Black Friday, avalia Mori. “Independentemente de qual for a situação enfrentada pelo consumidor, a tendência é que ele entre em contato por meio dos canais disponibilizados pelo estabelecimento, como redes sociais, telefone, e-mail ou chat”, afirma. De qualquer forma, ressalta o executivo da Tatix, o usuário deve ser bem informado sobre a posição de sua aquisição, como faturamento, código de rastreio e status da entrega. “Todos esses dados devem ser de fácil acesso para os responsáveis pelo atendimento, possibilitando a resolução de problemas”, complementa.

89 Total Views 2 Views Today
Marcado , , , , , , , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • CONHEÇA O CANAL DE VÍDEOS DO VALOR AGREGADO

    CONHEÇA O CANAL DE VÍDEOS DO VALOR AGREGADO
  • Receba nossas notícias