• Translate to

    Arabic Arabic Chinese (Simplified) Chinese (Simplified) Dutch Dutch English English French French German German Italian Italian Portuguese Portuguese Russian Russian Spanish Spanish

Ford testa novo exoesqueleto de vestir para apoiar os operadores na linha de montagem

WhatsAppFacebookLinkedInTwitterGoogle+EmailCompartilhar

A Ford está testanto uma nova tecnologia para reduzir a fadiga e a possibilidade de lesões dos operadores da linha de montagem: um exoesqueleto de vestir em forma de colete. A ferramenta, chamada EksoVest, foi desenvolvida pela Ford em parceria com a empresa Ekso Bionics, da Califórnia.

Realizar tarefas acima da cabeça de vez em quando, como colocar pratos numa prateleira ou trocar uma lâmpada, pode não ser difícil. Mas quando isso é repetido 4.600 vezes por dia, ou cerca de 1 milhão de vezes por ano, a chance de fadiga e lesões corporais aumenta significativamente. Esse é o número aproximado de vezes que alguns trabalhadores das linhas de montagem da Ford levantam os braços em determinados postos.

O EksoVest suporta o peso dos braços do trabalhador enquanto ele executa tarefas acima da cabeça. Ele se adapta a pessoas de 1,50 metro até 1,95 metro de altura e suas molas podem ser ajustadas para oferecer uma assistência de 2,26 kg a 6,80 kg por braço. Por ser leve e não volumoso, é confortável e permite liberdade de movimentos.
“O meu trabalho envolve montar peças acima da cabeça. Por isso, quando chego em casa minhas costas, pescoço e ombros costumam doer”, diz Paul Collins, operador na fábrica da Ford em Michigan, EUA. “Desde que comecei a usar o colete, a situação melhorou e tenho mais energia para brincar com meus netos quando chego em casa.”

Ferramenta de vestir

Projetado e construído para ambientes reais de trabalho, como fábricas, canteiros de obras e centros de distribuição, o colete reduz o estresse de tarefas repetitivas e de longa duração que podem prejudicar o corpo com o tempo.

“Trabalhar em parceria com a Ford nos permitiu testar e aprimorar protótipos iniciais do EksoVest, usando dados coletados diretamente dos seus operadores da linha de montagem”, diz Russ Angold, co-fundador e diretor de tecnologia da Ekso Bionics. “O resultado é uma ferramenta de vestir que reduz a tensão e a possibilidade de lesões no corpo do trabalhador, ajudando-o a se sentir melhor no final do dia, com mais ânimo e produtividade.”

Com apoio do UAW, sindicato dos trabalhadores da indústria automotiva norte-americana, e da Ford, o EksoVest está sendo testado em duas fábricas dos EUA. E há planos para a ampliação do teste em outras regiões, incluindo a Europa e a América do Sul.

“A saúde e segurança dos trabalhadores sempre foi nossa maior prioridade”, diz Jimmy Settles, vice-presidente do UAW-Ford. “Com a comprovação do sucesso nos testes, esperamos que essa tecnologia seja expandida para outras fábricas.”

Segurança e produtividade

O EksoVest é o exemplo mais recente das tecnologias avançadas que a Ford está usando para reduzir o esforço físico dos trabalhadores no processo de montagem dos veículos. Com isso, o número de incidentes com afastamento ou restrição de trabalho em suas fábricas vem caindo significativamente na última década.

“Nosso objetivo sempre foi manter um ambiente de trabalho seguro e produtivo para nossos trabalhadores em todo o mundo”, diz Bruce Hettle, vice-presidente de Manufatura e Relações Trabalhistas da Ford. “O investimento em pesquisas de ergonomia, melhorias na montagem e tecnologias de assistência aos operadores nos ajudou a projetar linhas de montagem eficientes e seguras, mantendo a alta qualidade dos veículos.”

Fundada em 2005, a Ekso Bionics é líder no desenvolvimento de exoesqueletos e robôs de vestir que ampliam a força, resistência e mobilidade humana para aplicações médicas, industriais e militares.

1850 Total Views 4 Views Today
Marcado , , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • CONHEÇA O CANAL DE VÍDEOS DO VALOR AGREGADO

    CONHEÇA O CANAL DE VÍDEOS DO VALOR AGREGADO
  • Receba nossas notícias