Aos 20 anos, goiano é o mais jovem diretor de instituição financeira no Brasil

Aos 20 anos, goiano é o mais jovem diretor de instituição financeira no Brasil

O mais jovem diretor de uma instituição financeira reconhecida pelo Banco Central tem 20 anos e é responsável por R$ 5 bilhões em movimentações anuais de seus clientes, entre eles Ambev e Magazine Luiza. Nascido em Anápolis, no interior de Goiás, Jonathan Lima deixou seu estado pela primeira vez aos 16 anos para trabalhar na Pagar.me, maior empresa de pagamentos online do país, em São Paulo.

A ascensão surpreendente é em parte resultado dos anos de experiência no universo digital e na programação, técnica que Jonathan conheceu aos 7 anos de idade. Sem nunca ter feito cursos na área, programava para conseguir jogar online, já que não tinha internet em casa.

Suas habilidades surpreenderam comunidades na internet, onde ele conheceu os fundadores da Pagar.me, Henrique Dubugras e Pedro Franceschi, para anos depois se juntar a eles. Em um ano de trabalho, tornou-se sócio e hoje é o diretor de tecnologia da empresa. Para concluir o Ensino Médio enquanto trabalhava, Jonathan frequentou o Instituto Alpha Lumen, em São José dos Campos, que garimpa jovens de altíssimo potencial que não encontram suporte necessário para desenvolver suas habilidades no modelo tradicional de ensino.

“A tecnologia sempre foi minha grande paixão e meu objetivo é tornar a vida das pessoas menos complicada”, diz Jonathan, que foge do estereótipo de quem ocupa posições de importância em instituições financeiras. “A formalidade acaba existindo no cargo de diretor, mas me identifico com a cultura da minha geração, que é menos apegada às regras e à aparência”, acrescenta.

A Pagar.me foi criada em 2013 por Dubugras e Franceschi, à época ambos com 18 anos. Em constante crescimento, a empresa já tem mais de 200 funcionários e quase 4 mil clientes.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.