Mercado de segurança prevê crescimento em 2017

Mercado de segurança prevê crescimento em 2017

A Intelbras, presente no país há mais de 40 anos nas áreas de segurança, redes e telecom, fechou 2016 com um faturamento acima da inflação. O bom cenário abre para a empresa novas perspectivas em parceria, como a da multinacional líder em Internet das Coisas, Telit, tendo em vista que o mercado de segurança prevê triplicar o valor em 2017, segundo pesquisa da Secutiry Industry Association (SIA).

“A expectativa é que o mercado brasileiro de segurança continue aquecido. Isso porque há no Brasil uma alta demanda por investimentos em infraestrutura. A nossa premissa é continuar crescendo acima da inflação este ano”, revela Edson Valdir Machado, gerente do segmento de Alarmes da Intelbras. A companhia conta com mais de 230 distribuidores e um total de 80 mil revendedores cadastrados. São cinco unidades de negócio, com a proposta de garantir transparência na entrega de soluções completas e que funcionem de forma integrada.

A empresa investe na área de segurança com o lançamento do GPRS Universal (General Packet Radio Service), que possui tecnologia de ponta da Telit embutida. “Por meio de nossa tecnologia foi possível trazer conectividade às centrais de alarme, pois os dados de monitoramento são realizados em tempo real, com entrada digital e programação totalmente remota via dispositivo móvel. Contribuímos com a Intelbras a trazer mais segurança para seus clientes”, diz Ricardo Simon, VP para América Latina da Telit, multinacional líder em Internet das Coisas.

O GPRS é uma tecnologia de transmissão de dados, que permite aos clientes acesso à internet pública e, também, a todas as transmissões de dados através do equipamento móvel baseando em protocolos IP na rede. Edson explica que se o cliente não tem linha telefônica, a central de alarme se comunica com o GPRS universal, enviando-lhe todas as informações. “Se o cliente ligou o alarme, desligou ou se existe algum problema de energia elétrica, bateria ou, ainda, se houve algum disparo, a central de alarme disca para o dispositivo de GPRS Universal que, por sua vez, vai para a empresa de monitoramento. Lá na ponta há um software responsável por fazer a gestão de todas as centrais instaladas por meio do GPRS”.

Todo produto lançado é analisado pelo laboratório, onde são realizados diversos testes para a garantia da qualidade em seus produtos. O GPRS, por exemplo, possui regulamentação da Anatel. “Com o relatório em mãos, encaminhamos imediatamente para a Anatel e para a Telit que, por sua vez, nos ofereceu todo o suporte para prosseguir com os ensaios, nos orientando dos melhores caminhos para trazer a homologação de nosso produto”, completa Edson.

Além disso, a empresa possui o Circuito Fechado de TV para Sistemas de Vigilância (CFTV), que corresponde ao maior segmento de mercado: o de videovigilância. A companhia possui diversas soluções em alarmes, sensores, cercas elétricas e unidade de alarme de incêndio. “Nós sempre garantimos o controle em tempo real do sistema para que o cliente tenha não só um equipamento, mas todo o serviço associado ao aparelho que ele possui dentro de casa”, finaliza Edson.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.