11 dicas para comprar o smartphone certo para o Dia dos Pais

11 dicas para comprar o smartphone certo para o Dia dos Pais

© Fernando Coelho 2015

Por Samir Vani

Quem não gostaria de ganhar um smartphone? Pois o Dia dos Pais está chegando e um celular é o tipo de presente que muitos filhos pensam em comprar. Mas, com tantos modelos e configurações, como fazer a escolha certa? Antes de colocar a mão no bolso, é preciso estar atento a algumas questões importantes, para que a alegria de ganhar um presente assim não se transforme em desilusão na hora de utilizar o equipamento.

Como aconteceu com os carros num passado não muito distante, existia basicamente apenas um modelo de smartphone para todos os usos e gostos. Atualmente, os fabricantes têm colocado à nossa disposição uma variedade incrível de modelos. E qual o motivo? As pessoas têm necessidades diferentes. Para começar, seu pai utilizará o smartphone para o trabalho? Nesse caso, muito provavelmente você terá necessidades como maior tamanho de tela para leitura de emails. Caso passe todo o dia sem poder carregar seu smartphone, a maior necessidade será um modelo com grande autonomia… É um papai recente? É grande a chance de uso intenso de fotografias. Nesse caso, busque um produto com um bom sistema de cêmera, lente, processador… Enfim, aproveite a grande disponibilidade e não deixe isso te confundir…

Identifique o uso principal
O primeiro passo para a escolha correta é escrever uma pequena lista de 3 principais usos de seu smartphone. Seu pai adora fotografar? Gosta de ver filmes e videos no celular? E-mails? Leitura? Priorize o tamanho da tela, hoje existem produtos com telas de até 6 polegadas. Seu pai trabalha muito na rua? Tem uso constante do aparelho? Priorize aparelhos com grande bateria, e voce encontrará modelos que possuem baterias de 4000mAh, e que promotem autonomia de até 2 dias sem carregar. Usa apenas para mandar mensagens em redes sociais, por exemplo? Para apenas troca de mensagens, uso de redes sociais ou mesmo utilizar jogos casuais, por exemplo, é possível utilizar um aparelho menos robusto e mais baratos. Provavelmente, muitos pais utilizarão funções que não demandam muito do equipamento.
Veja alguns pontos importantes para você prestar atenção no momento da sua compra

Memória para armazenamento é essencial
É muito chato ter que ficar apagando com frequência fotos, vídeos e até aplicativos, por conta de falta de espaço no smartphone. Isso sem falar na lentidão no uso de um aparelho sobrecarregado. Vários modelos com Android (o sistema mais popular) têm 4 GB. Mas isso é pouco. Para começar, o sistema operacional vai abocanhar boa parte disso. Com aplicativos que já virão instalados (e muitos deles não podem ser removidos) sobra pouco para as atualizações automáticas e para novos apps. Ou seja, procure aparelhos com mais de 8 GB.

Memória RAM
Como nos computadores, a memória RAM também é um componente importante para o desempenho dos celulares. Mas, ao contrário de um desktop, não é possível “espetar” mais um pente de memória e fazer um upgrade. E esse item na configuração é importante para o desempenho do aparelho. Resumindo, de preferência, escolha um modelo com 1 GB ou mais.

Sistema operacional
O Android, do Google, é disparado o sistema mais utilizado em todo mundo. Cerca de 86% dos aparelhos usam esse software, de acordo com o instituto IDC. Por isso, é grande a possibilidade de que seu pai já esteja familiarizado com sua interface e recursos, seja por conta de já ter um aparelho ou por ver o sistema em um modelo de um amigo ou mesmo parente. Lembrando que a versão mais nova do Android é a 7, também chamada de Android N. Na sequência, aparece o iOS, sistema operacional do iPhone, na casa dos 12%, e o Windows Phone, com menos de 1% do mercado (e menor quantidade de aplicativos disponíveis). Vale lembrar que a versões mais recentes dos sistemas operacionais têm soluções melhores para o gerenciamento dos componentes.

Tamanho de tela
Atualmente é possível encontrar modelos com telas de mais de 5 polegadas. Eles são ótimos para quem quer ver um filme ou mesmo navegar na internet, por exemplo, e traz muito conforto no seu uso pela facilidade na leitura. Mas, às vezes, podem ser desconfortáveis para quem valoriza a portabilidade. Pense qual dessas duas características será mais importante para o seu pai na hora da escolha. Verifique sua lista de prioridades.

Bateria
A duração de bateria é um dos itens mais importantes para quem usa bastante o smartphone. Afinal, não adianta ter um aparelho “poderoso”, mas que rapidamente fica sem energia. Dê preferencia a aparelhos mais econômicos, e que podem durar um dia todo. Para isso, verifique a capacidade da bateria, mas dê atenção também à autonomia. Comparando com um carro, o tamanho do tanque é importante, mas o quanto ele faz por litro, também. Processadores mais modernos, por exemplo, permitem maior tempo de bateria. A medida relacionada às baterias é o mAh, e, para quem busca um número de referência, a princípio, a partir de 2600 mAh a bateria já é adequada.

Processador
O Processador é o motor do seu smartphone, e vem avançando muito a cada ano, valorize processadores mais recentes, pois possuem arquiteturas mais modernas, consomem menos energia e permitem uma melhor experiência de uso. Esses processadores também trazem funções de multimídia aprimoradas, como melhor tratamento de suas fotos, uma das funcionalidades mais pedidas hoje em dia. E têm maior capacidade para lidar com vários aplicativos e usos mais intensos. Faça uma pesquisa na internet sobre isso antes de escolher o modelo, verifique novamente sua lista e julgue se seu pai necessitará de um grande motor ou um mais simples.

Câmera
Quanto mais megapixels, melhor a resolução e a qualidade das imagens. Mas isso não é tudo quando o assunto é foto. Vale estar atento também a questões como a presença de flash (ideal para imagens noturnas). Como já comentado, hoje existem várias funcionalidades para o melhor uso das câmeras. E isso o ajudará bastante a caprichar na selfie.

Conexão de dados
Prefira os modelos com conexão 4G, que oferecem maior velocidade de acesso à internet. Mesmo que não haja essa rede disponível na região, eles também são compatíveis com o 3G.

Um ou dois chips?
Ter um aparelho “dual chip” é uma boa. Pois seu pai pode utilizar mais de uma operadora em um só aparelho, além de ter linhas para finalidades específicas (trabalho e uso pessoal, por exemplo).

Preço
Existe uma grande variedade de preços também, Mas é possível encontrar ótimos modelos em uma faixa intermediária de preço (abaixo dos R$ 1.000), com recursos que dão conta do recado para a maioria das necessidades dos pais tradicionais, e com propósitos bastante claros de uso.

Samir Vani é country manager no Brasil da MediaTek, empresa multinacional que fabrica processadores para smartphones

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.