Telefónica Open Future_ e Facens criam espaço para desenvolvimento de startups

Telefónica Open Future_ e Facens criam espaço para desenvolvimento de startups

O Telefónica Open Future_, programa global de inovação aberta e empreendedorismo do Grupo Telefónica (controlador da Vivo), fechou parceria com o FACE – Centro de Empreendedorismo da Facens (Faculdade de Engenharia de Sorocaba) para a criação de um espaço de crowdworking para empreendedores digitais. O Crowd Facens é a primeira iniciativa do Open Future no Interior de São Paulo e já está com inscrições abertas para a seleção de startups de base tecnológica da primeira turma.

O Crowd funcionará nas dependências da Facens e buscará projetos inovadores em diversas áreas como Cidades Inteligentes, Internet das Coisas, Big Data, Soluções B2C, B2B, Vídeo, Machine Learning, Segurança, Fintech e Agtech, entre outras. As inscrições estarão abertas até 28 de abril por meio da plataforma global Openfuture.org, que possui também conteúdos de empreendedorismo e eventos da rede abertos a qualquer pessoa interessada. Nessa chamada, serão selecionadas 10 startups criadas por alunos, ex-alunos, professores, empreendedores e pesquisadores associados à Facens. O período de pré-aceleração será de 12 meses.

Trata-se do sexto Crowd implantado pelo Open Future no País, com o objetivo de apoiar o talento empreendedor local e ajudar a converter ideias inovadoras em negócios de sucesso. Por meio de parcerias com instituições públicas ou privadas, o programa oferece infraestrutura de espaço, suporte técnico e mentoria para o desenvolvimento das startups.

Caso o projeto avance, terá a oportunidade de continuar a ser apoiado pelo Open Future por meio da Wayra, uma das iniciativas de investimento do programa, onde poderá receber aporte de capital financeiro e toda infraestrutura necessária para sua evolução. “Temos uma metodologia de desenvolvimento de negócios moderna e já testada, além de podermos ampliar os contatos dos empreendedores de Sorocaba com um ecossistema mundial de inovação, com crowds espalhados por 17 países”, afirma Renato Valente, Country Manager do Open Future e diretor da Wayra Brasil.

Para Andréia Leles, coordenadora do Centro de Empreendedorismo da Facens, a parceria oferece aos alunos a possibilidade de ampliar a visão empreendedora e aplicar o que é desenvolvido em sala da aula. “Estamos muito otimistas e acreditando que o mercado ganhará profissionais ainda mais qualificados e produtos e soluções inovadores. Só o fato de ter uma ideia acelerada por uma empresa do porte da Telefónica já é um grande diferencial para o currículo dos nossos alunos”, afirma.

Parcerias com a Vivo

O Open Future_ atua com o conceito de inovação aberta e um de seus propósitos é promover parcerias entre a Vivo e as startups apoiadas por seus programas na oferta de serviços ao cliente ou de processos inovadores para a gestão da própria empresa. Hoje, 20% das startups investidas pelo Open Future_ fazem negócio com a operadora.

Dentre os seis espaços de crowdworking, o primeiro, chamado Crowd Vale da Eletrônica,foi lançado no início de 2016 junto ao Inatel – Instituto Nacional de Telecomunicações, de Santa Rita do Sapucaí (MG) e em parceria com a Ericsson. Em maio, foi anunciada a criação do Crowd Londrina, em parceria com a UEL – Universidade Estadual de Londrina e o Sebrae Paraná. Em São Paulo, a parceria com o Senac Santo Amaro deu origem ao Crowd Senac e, em Curitiba, foi anunciado em dezembro o Crowd Hotmilk Curitiba, em conjunto com a Pontifícia Universidade Católica – PUCPR. Mais recentemente, em fevereiro, foi criado o Crowd Rio, em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.