• Translate to

    Arabic Arabic Chinese (Simplified) Chinese (Simplified) Dutch Dutch English English French French German German Italian Italian Portuguese Portuguese Russian Russian Spanish Spanish

MGTI e Centro de Desenvolvimento Profissional de Stanford reeditam Programa de Inovação e Empreendedorismo

WhatsAppFacebookLinkedInTwitterGoogle+EmailCompartilhar

64f69aef-a4d3-400f-9484-485632c73634

A Fumsoft, no âmbito do programa MGTI, e a Universidade de Stanford, através do Centro de Desenvolvimento Profissional, SCPD em inglês, trazem ao Brasil, por Minas Gerais, uma nova edição do Programa de Inovação e Empreendedorismo. Trabalho de extremo sucesso, que teve seu primeiro momento em 2014, atendendo a 25 empresas mineiras. É uma oportunidade imperdível, que se renova, para os empreendedores que desejam incorporar a inovação à estratégia de crescimento de suas empresas.

Agora em 2016 o Programa de Stanford capacitará mais 25 empresas, com dois participantes de cada uma delas. Empresas de base tecnológica de todo país podem se inscrever e participar. O coordenador Wilson Caldeira, que responde pelo Programa de Inovação e Empreendedorismo em terras brasileiras, é enfático ao dizer por que as empresas devem participar, “porque esse é o melhor programa de inovação e empreendedorismo do mundo, comprovado pelas 25 empresas da turma de 2014”. Em relação ao foco que terá a edição de 2016, Caldeira afirma, “continuaremos contribuindo para o aumento da competitividade das empresas brasileiras de base tecnológica para competirem em nível mundial”.

A nova edição

Neste ano o programa terá webinars ao vivo em 28/09, 11/10 e 26/10; curso online entre 29/09 e 28/10; e atividades presenciais, no campus de Stanford, entre os dias 31/10 e 04/11. Questionado sobre destaques do Programa de Stanford, Wilson Caldeira lembra que, “essa capacitação não é apenas um curso, mas um programa que começa em Stanford e termina com o sucesso empresarial, conforme pode ser atestado pelas empresas que participaram da primeira turma”. Citando apenas dois casos desse sucesso, temos a Solides, indicada por um dos juízes, que avaliam os pitchs das empresas no programa, para conversar com o LinkedIn e avaliar a sinergia do software apresentado em Stanford com a plataforma da rede de relacionamento profissional; e também o caso da Siteware, que após o programa recebeu um financiamento considerável pelo Criatec e abriu um escritório comercial em São Paulo.

Inspire-se

Acrescentando outros estímulos para que novas empresas participem do Programa de Stanford, Wilson Caldeira afirma que, “os resultados obtidos pelas 25 empresas que participaram em 2014, em termos de receita, lançamentos de novos produtos, investimentos recebidos e projeção internacional, segundo seus fundadores, são sem precedentes em relação a investimento e retorno. Agora em 2016, um novo grupo de empresas de base tecnológica, de todas as partes do Brasil, terá a oportunidade de participar de uma nova turma. São diversas formas de aprendizado, incluindo atividades presenciais no campus da Universidade de Stanford, webinars ao vivo com professores do programa e módulos de Ensino a Distância. Esse é o melhor caminho para transformar a visão de inovação da sua empresa em um negócio de sucesso”!

Confirmando as informações de Caldeira, recorremos ao que Marcello Ladeira disse a respeito da participação no programa, ainda em 2014, “o impacto do que vimos e aprendemos é histórico. Não estamos criando startups, mas empresas de tecnologia de classe mundial”; temos ainda o depoimento de Mônica Hauck, à mesma época, “foi uma experiência muito intensa, prática e rica. Nós aprendemos muito sobre objetividade e foco no cliente. Estas são coisas que, se não pararmos e participarmos de um programa que nos coloca em contato com diferentes culturas, principalmente com o Vale do Silício, nós não aprendemos. Precisamos viver e participar, realmente vale a pena”!

1237 Total Views 1 Views Today
Marcado , , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • CONHEÇA O CANAL DE VÍDEOS DO VALOR AGREGADO

    CONHEÇA O CANAL DE VÍDEOS DO VALOR AGREGADO