As melhores cidades do mundo para os estudantes

WhatsAppFacebookLinkedInTwitterGoogle+EmailCompartilhar

Embora o mundo ainda continue tentando assimilar os atentados ocorridos no último mês em Paris e em outras cidades, a capital francesa ocupa novamente a primeira posição do ranking QS de melhores cidades para os estudantes. Melbourne também assegurou seu segundo lugar e, em seguida, está Tóquio, em terceiro. Londres, no entanto, ficou atrás de Sydney e à frente de Cingapura, pois seu custo de vida evitou que atingisse uma posição melhor.

QS Melhores Cidades para Estudantes 2016

1. Paris
2. Melbourne
3. Tokyo
4. Sydney
5. Londres
6. Cingapura
7. Montreal
8. Hong Kong
9. Berlim
10. Seul

© QS Quacquarelli Symonds 2004-2015

www.TopUniversities.com

“Estou muito feliz em ver Paris na posição de melhor cidade para estudantes internacionais pelo quarto ano consecutivo. Depois dos terríveis ataques ocorridos duas semanas atrás, Paris está mais determinada do que nunca em defender seus valores de solidariedade, liberdade e criatividade. Não há escudo mais resistente do que este para usarmos contra a barbárie, já que o conhecimento baseia-se justamente no princípio de abertura aos outros: sapere aude!”, afirma Thierry Coulhon, Presidente da associação de universidades Paris Sciences et Lettres.

Reforçando tal sentimento, a prefeita de Paris, Anne Hidalgo, declarou: “Paris está orgulhosa de ser ranqueada como a melhor cidade do mundo para estudantes. Nossa juventude representa a nossa maior força e também a nossa maior esperança. Realizamos um plano ambicioso para fazer com que nossa juventude cresça, torne-se bem-sucedida e ábil a escolher e a construir o seu futuro. Continuaremos apoiando os estudantes, oferecendo-lhes oportunidades, em uma cidade aberta, dinâmica e criativa”.

Jacques Biot, presidente da École Polytechnique, também comentou a conquista: “A região de Paris tem muito a oferecer aos estudantes internacionais – história, artes, cultura – além de sua excelência acadêmica e científica. É um lugar único para aprender, descobrir, estudar, engajar e realizar trocas; um lugar onde diálogo, fraternidade e liberdade devem sempre prevalecer”.

Beneficiando-se das mensalidades baixas e de uma posição favorável no Índice Mercer de Custo de Vida, Paris abriga o segundo maior número de universidades reconhecidas mundialmente dentre as cidades consideradas: apenas Londres tem mais. Além disso, o forte reconhecimento que as universidades parisienses recebem dos empregadores explica porquê a cidade luz continua no topo do ranking.

Já os Estados Unidos são a nação com maior representação no ranking QS 2016, com onze cidades listadas. Boston (=13ª) e Nova Iorque (20ª) ficam entre as 20 melhores. Outras cidades incluem Chicago (30ª), Los Angeles (42ª) e Atlanta (58ª). Os Estados Unidos são seguidos pelo Reino Unido (oito cidades) e a Austrália (sete).

No ranking completo, vê-se uma série de novas cidades de nações normalmente não destacadas, como Oslo (60ª) e Sharjah, dos Emirados Árabes Unidos (68ª). Para compor o ranking, a QS considerou 122 cidades que possuem ao menos 250,000 habitantes e duas ou mais universidades listadas no Ranking Mundial de Universidades QS.

O ranking QS de Melhores Cidades para Estudantes tem como intenção fornecer aos estudantes e pais uma comparação detalhada dos vários méritos das cidades mais requisitadas por estudantes internacionais. Ele se baseia em 14 critérios divididos em 5 categorias de peso igual, todos relevantes para estudantes internacionais. Para as futuras edições, a QS pretende expandir este número de critérios, proporcionando insights ainda mais detalhados do que estas cidades mundias podem oferecer aos alunos.

FONTE QS Quacquarelli Symonds

Marcado , , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

  • CONHEÇA O CANAL DE VÍDEOS DO VALOR AGREGADO

    CONHEÇA O CANAL DE VÍDEOS DO VALOR AGREGADO