IBGC lança 5ª edição do Código das Melhores Práticas de Governança Corporativa

Em linha com o contexto atual da economia e do cenário político nacional, o Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC) lança a 5ª edição do Código das Melhores Práticas de Governança Corporativa, revisada e atualizada.

Considerado documento central e de maior importância para o Instituto e com reconhecida relevância para o mercado, o Código visa orientar as organizações, por meio de recomendações e fundamentos, quanto às boas práticas de Governança. Nesta edição, o IBGC buscou diminuir a tendência ao checklist e trazer mais reflexão, tornando a publicação menos prescritiva.

Como nas edições anteriores, o IBGC ouviu as partes interessadas ao realizar duas consultas públicas e uma audiência restrita. Na consulta pública final, o IBGC recebeu aproximadamente 900 comentários. “O Instituto conta com muitos stakeholders com diferentes visões, o que permitiu a pluralidade do documento. Ouvimos membros de órgãos reguladores, conselheiros, agentes de mercado, juristas, acadêmicos, entre outros. Essa diversificação está presente no Código, coerente com a nossa realidade atual”, explica Eliane Lustosa, membro do Conselho de Administração do IBGC e coordenadora dos trabalhos de revisão do Código.

Nesta edição, como diferencial das atualizações anteriores, a redação do Código separa as recomendações dos fundamentos. Desta maneira, permite que a companhia possa refletir a prática e analisar como determinada recomendação gera valor para a organização caso seja praticada de fato.

Outra novidade é a inserção no documento do tema da externalidade, que trata dos impactos positivos e negativos que a empresa pode gerar a terceiros, seja de forma ambiental, social ou no âmbito da Governança.

O lançamento da 5ª Edição do Código ocorreu durante o 16º Congresso de Governança Corporativa, evento que também marcou a comemoração dos 20 anos do IBGC. Na ocasião, Eliane Lustosa fez uma apresentação para explicar as principais mudanças na publicação e como isso poderá influenciar no futuro das melhores práticas. Para mais informações, acesse: http://www.ibgc.org.br/16congresso/.

Marcado , , , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.