Vendas no varejo aceleram queda

Estudo da ACSP – Associação Comercial de São Paulo – comprova recuo de até 11,5%

Para o Vice Presidente da ACSP, João Bico, teremos o “Natal da Crise”, se medidas de incentivo ao crédito não forem tomadas imediatamente. “Podemos montar políticas de crédito especiais para assegurar compras no varejo”, explica Bico ao revelar que a diminuição das vendas parceladas alcançaram 14,3%, índice superior à queda global do comércio.

O Boletim de Conjuntura da ACSP referente a outubro passado informa que o varejo em setembro seguiu em queda de 6,2% sobre igual mês de 2014, configurando o pior resultado desde o ano 2003.

No varejo ampliado, que inclui veículos e material de construção, o recuo foi de 11,5% na mesma base de comparação, também o pior resultado desde 2005. No acumulado do ano as contrações de ambos tipos de comércio alcançaram a 3,3% e 7,4%, respectivamente.

Dados da ACSP/BVS, com base nas consultas efetuadas durante o mês de outubro, mostraram intensificação nas diminuições das vendas parceladas e à vista na base anual (14,3% e 17,9%, respectivamente).

No acumulado do ano a diminuição também foi mais intensa (5,8% e 7,1%, respectivamente). A pesquisa mensal de Conjuntura da ACSP completa pode ser acessada no: http://portal.acsp.com.br/ver/boletim-de-conjuntura/outubro-2015-crise-industrial-e-competitividade

Marcado , , , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.