73% dos consumidores de países emergentes ainda não utilizaram serviços financeiros móveis ou sequer os conhecem, aponta pesquisa

73% dos consumidores de países emergentes ainda não utilizaram serviços financeiros móveis ou sequer os conhecem, aponta pesquisa

A Amdocs (NASDAQ: DOX), fornecedora líder de soluções de experiência do cliente, divulgou hoje os resultados de uma pesquisa inédita sobre serviços financeiros móveis (MFS), que mostra que mais de 68% dos consumidores entrevistados ainda não utilizaram serviços financeiros móveis e que soluções inovadoras para poupança, empréstimos e seguros impulsionarão a próxima fase de crescimento desse serviço em mercados emergentes e maduros.

Realizada pela empresa de análise e consultora Ovum a pedido da Amdocs, a pesquisa focou em usuários e não usuários de serviços financeiros móveis em todo o mundo. Foram pesquisados 8.500 consumidores de 17 países em mercados emergentes e maduros: Reino Unido, Dinamarca, Finlândia, Noruega, Suécia, EUA, Canadá, Índia, Filipinas, Malásia, Indonésia, México, Brasil, Colômbia, Guatemala, África do Sul e Gana.

“Os consumidores que adotaram serviços financeiros móveis apreciam as vantagens que eles podem oferecer. A onipresença e a conveniência – a capacidade de utilizar os serviços a qualquer hora, em qualquer lugar – foi a vantagem esmagadoramente citada pelos entrevistados, tanto nos mercados emergentes como nos maduros. São vantagens tangíveis e imediatas, assim como uma poderosa resposta àqueles que dizem que não existe valor nos serviços financeiros móveis”, disse o analista da Ovum Eden Zoller. “Isto representa um progresso positivo, mas as operadoras de serviços financeiros móveis não podem se dar ao luxo de serem complacentes, uma vez que a pesquisa mostra claramente que ainda existem questões fundamentais e desafios que precisam ser abordados, que vão desde as preocupações com a segurança e a facilidade de uso até a falta de conhecimento”.

Entre os principais resultados da pesquisa estão:

– A falta de conhecimento por parte do mercado e as percepções errôneas sobre serviços financeiros móveis ainda são as principais preocupações – A maioria dos entrevistados não utiliza os pagamentos ou aplicativos de serviços financeiros móveis, ou não os conhece – isto é mais predominante nos mercados emergentes (73%) em comparação com os mercados maduros (62%). Enquanto 31% dos entrevistados em mercados emergentes declararam não terem conhecimento sobre os pagamentos e serviços financeiros móveis, esse número foi menor em mercados maduros (23%). Dos entrevistados em mercados emergentes, 34% disseram que conheciam, mas não tinham planos de utilizar os serviços, em comparação com 30% dos entrevistados em mercados maduros. Os entrevistados que já fizeram o download do aplicativo ou assinam o serviço, mas ainda não o haviam utilizado, demonstraram tendências semelhantes em mercados maduros (9%) e emergentes (8%).

– As soluções para poupança, empréstimos, seguros e pagamento de serviços de educação e tratamentos médicos impulsionarão o próximo nível de crescimento dos serviços financeiros móveis – 25% dos entrevistados em mercados emergentes disseram que estão propensos a adotar produtos de serviços financeiros móveis avançados – poupança, empréstimos e seguro – ao longo do próximo ano, em comparação com 16% em mercados maduros. Em alguns mercados maduros como o Reino Unido e a Suécia, a probabilidade foi muito maior, variando de 17% a 30%. Os mercados emergentes (22%) são mais propensos a adotar serviços financeiros móveis para fazer pagamentos de serviços educacionais e tratamento médico do que os mercados maduros (15%).

– Mais segurança, tarifas mais baixas de transações, facilidade de uso, recompensas pelo uso do serviço e a onipresença do serviço são os principais impulsionadores para a sua adoção – Mais segurança foi identificado como o fator mais importante para promover a adoção tanto em mercados maduros (40%) como nos emergentes (39%). A preferência por taxas mais baixas de transações mostra uma tendência semelhante tanto nos mercados maduros como nos emergentes (30%). O que talvez seja mais surpreendente é que quase um terço dos entrevistados tanto nos mercados maduros (30%) como nos emergentes (29%) adotaria os serviços se eles fossem mais fáceis de usar, o que ilustra o fato de que a facilidade de utilização ainda é um problema. Um terço dos entrevistados em mercados maduros (30%) usaria os serviços se fossem oferecidas recompensas, em comparação com 25% nos mercados emergentes. Um quarto dos entrevistados tanto nos mercados maduros (24%) como nos emergentes (25%) disseram que utilizariam os serviços financeiros móveis se pudessem utilizá-los em qualquer lugar e em qualquer momento.

“Promover a próxima fase de crescimento é, em geral, o maior desafio para as operadoras de serviços financeiros móveis”, disse Patrick McGrory, presidente da divisão de ofertas emergentes da Amdocs. “Enquanto os mercados maduros como EUA, Noruega e Reino Unido precisam de propostas convincentes de valor, mercados emergentes como Gana, África do Sul, Brasil, Índia, Filipinas e México precisam de soluções inovadoras que possam oferecer uma gama de serviços financeiros móveis acessíveis que se tornem uma alternativa viável aos serviços bancários tradicionais. As operadoras de telecomunicações que tomam a dianteira na superação desses desafios deverão reduzir a rotatividade, melhorar a fidelidade do cliente e explorar novos fluxos de receita”.

“A solução de MFS da Amdocs, que move mais de 30 sistemas de clientes que atendem 500 milhões de usuários em todo o mundo, é projetada para melhor atender à necessidade de inclusão financeira nos mercados emergentes, bem como para oferecer inovadores e empolgantes novos serviços nos mercados maduros, acelerar a adoção, incentivar o uso constante e promover a fidelidade”.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.