Pesquisa da KPMG: mais de 20% das empresas de TI sofreram violação de segurança no último ano

Pesquisa da KPMG: mais de 20% das empresas de TI sofreram violação de segurança no último ano

Mais de 20% das empresas de TI, participantes de uma pesquisa realizada pela KPMG, disseram ter sofrido violação de segurança nos últimos 12 meses. Além disso, 75% delas afirmaram que irão gastar, no mesmo período, de 1% a 5% de suas receitas para evitar esse tipo de transtorno. Essas são as principais conclusões da sétima edição do estudo “Panorama dos Negócios do Setor de Tecnologia” (do título original, Technology Industry Business Outlook), que contou com a participação de 111 executivos das companhias desse segmento localizadas nos Estados Unidos.

“As constatações da pesquisa sobre segurança cibernética são um importante indicador, visto que as empresas de tecnologia são uma referência no quesito segurança de TI em diversos países. Quanto e onde elas gastam com estes controles, e quão bem-sucedidos eles estão implementados, podem servir de parâmetro para empresas de outros setores,” diz o sócio da KPMG no Brasil, Leandro Augusto.

A pesquisa também revelou um constante surgimento de uma ampla gama de tecnologias, unindo a móvel à de nuvem, como elementos que incrementam a receita. Os líderes do setor disseram ainda que os fatores que mais contribuirão para aumentar as receitas de suas empresas nos próximos 24 meses serão tecnologia móvel (27%), seguida por TI em serviços de saúde, dispositivos, aplicativos, dados e análises de dados, mídias digitais, tecnologias de nuvem, redes sociais, economia compartilhada, segurança cibernética e internet das coisas.

“Diferente da pesquisa realizada há poucos anos, na qual entrevistados selecionaram a tecnologia de nuvem e a móvel como os fatores que mais contribuiriam para o aumento da receita projetada, a pesquisa mais recente mostra que eles estão identificando uma gama muito mais ampla de tecnologias que estimulará significativamente o crescimento nos próximos 12 meses”, afirma o sócio.

Segundo ele, a segurança continua sendo o principal desafio à adoção de novas tecnologias, tais como móvel e de nuvem e a Internet das Coisas. “Lidar com as questões de segurança continuará sendo primordial mesmo que surjam soluções de segurança cibernética de última geração. Nesse sentido, para manter a confiança do cliente, as empresas do setor estão a cada dia mais reconhecendo a importância da segurança das informações frente à constante e rápida evolução das ameaças”, analisa.

As empresas de tecnologia contam de olho no mercado americano

Considerando as perspectivas de receita, oito de dez respondentes esperam que as receitas de suas empresas aumentem. Quase nove de dez respondentes dizem que o mercado americano proporcionará o mais alto percentual de crescimento de receita nos próximos 24 meses, um número significativamente maior do que o de pessoas que escolheram o Canadá (44%). Mais da metade diz que a velocidade da recuperação econômica apresenta o maior risco ao crescimento da empresa, enquanto 40% mencionaram o impacto de novas regulamentações sobre os seus negócios.

Sobre a pesquisa

A pesquisa Panorama dos Negócios do Setor de Tecnologia (Technology Industry Business Outlook Survey) foi realizada pela KPMG, nos Estados Unidos, em abril deste ano e reflete as respostas de 111 executivos seniores e de nível de diretoria que atuam no setor de tecnologia. Dos respondentes, 54% representam empresas cujas receitas perfazem e $ 1 bi ou mais e 46% representam empresas cujas receitas ficam entre $ 100 milhões e $ 1 bi. Em sua sétima edição, o estudo apresenta os insights sobre aumento de receita e empregos, mercados atraentes, aplicativos promissores, despesas de P&D, fusões e aquisições (F&A) e outras tendências.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.