Edital Senai Sesi oferece R$ 30 milhões para inovação

Estão abertas as inscrições para a edição 2013 do Edital Senai Sesi de Inovação. Este ano serão destinados, no total, R$ 30,5 milhões para projetos desenvolvidos em parceria com o Senai (R$ 20 milhões) ou com o Sesi (R$ 7,5 milhões), e em bolsas de Desenvolvimento Tecnológico e Industrial (R$ 3 milhões), oferecidas pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), por meio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O aporte de recursos por projeto pode chegar até R$ 300 mil.

O primeiro edital foi lançado em 2004, pelo Senai, para incentivar o desenvolvimento ou a implementação de projetos inovadores que gerem novos negócios e promovam a melhoria na produtividade. Em 2009, o Sesi passou a participar também do Edital de Inovação através do fomento de projetos focados em tecnologias inovadoras para as áreas de educação, saúde e segurança no trabalho, lazer e responsabilidade social empresarial. No total, o edital já contemplou 412 propostas em todo o país. Em 2012, o Paraná aprovou 19 projetos, colocando o Estado em primeiro lugar no ranking de aprovação da edição.

Para a gerente de serviços tecnológicos e inovação do Senai no Paraná, Sonia Parolin, o principal benefício do Edital de Inovação é dar às indústrias as condições necessárias para que elas possam desenvolver projetos inovadores. “Com os recursos recebidos, as indústrias podem ter acesso a diversos serviços, entre eles, os oferecidos pelo Senai”, explica a gerente. “O Senai oferece às indústrias a maior rede privada de serviços laboratoriais do país, atuando nos 27 estados brasileiros, além de consultorias em todas as áreas setoriais e transversais para fomentar a competitividade no mercado local e global”, finaliza Sonia.

Histórias de Sucesso

A Madeplast, empresa paranaense que produz madeira ecológica, teve projetos aprovados nos editais de 2009 e 2010. Em sua primeira participação, desenvolveu em parceria com o Senai um projeto de pesquisa aplicada e desenvolvimento de compósitos de madeira plástica para construção civil e arquitetura, aprimorando o desenvolvimento da matéria-prima da indústria. Já em 2010 desenvolveu um produto, a persiana externa de material sustentável.

Segundo a gestora de pesquisa, desenvolvimento e inovação da Madeplast, Patrícia Naldony, o aporte, somando os dois projetos, foi de aproximadamente R$ 600 mil. “O Senai também prestou consultoria na gestão do projeto e disponibilizou sua estrutura para realização de ensaios físicos e mecânicos que comprovam a durabilidade e a resistência do nosso produto”, conta Patricia. Segundo a gestora, os benefícios da participação nos Editais puderam ser sentidos rapidamente. “Através da participação nos Editais, a Madeplast pode diversificar seu portfólio de produtos e aumentar seu faturamento”, relata.

Outra empresa contemplada pelo Edital de Inovação foi a PepsiCo, de Curitiba, na edição de 2011. Em parceria com o Sesi, a indústria desenvolveu o “Manual Sesi Pilates na Indústria”, uma iniciativa que visa agregar saúde e qualidade de vida à comunidade industrial, através da prática de atividades físicas.

Através do projeto, 15 professores do Sesi foram capacitados no método de Pilates de solo e de aparelho – seis deles atuaram diretamente no projeto, dentro da PepsiCo. Cerca de 20 funcionários da empresa, voluntários, participaram das aulas, que aconteceram ao longo de 18 meses, em dois turnos e no próprio local de trabalho. Ao término desse período, os profissionais envolvidos na ação puderam constatar vários benefícios para os praticantes de Pilates, entre eles, a diminuição de dores, a melhora da postura e o aumento da flexibilidade.

As empresas interessadas no apoio têm até 30 de setembro para inscrever suas ideias através do site www.editaldeinovacao.com.br.

Marcado , , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.