Paraná vai ter primeiro Instituto Senai de Inovação do Brasil

O Paraná será o primeiro estado brasileiro a inaugurar um Instituto Senai de Inovação (ISI). O foco do Instituto no Paraná será em Eletroquímica e deverá atender a uma demanda do setor industrial, por soluções que fortaleçam a competitividade e a produtividade, sobretudo para os segmentos petroquímico, mineral, metalmecânico, de energia e da construção civil. Até 2015, serão inaugurados 23 ISIs em todo o Brasil, divididos em oito temas ligados à indústria, como produção, materiais e componentes, engenharia de superfícies e fotônica, microeletrônica, tecnologias de informação e comunicação, tecnologias construtivas, energia e defesa. Os ISIs estão sendo estruturados a partir de parcerias estratégicas com o Massachusetts Institute Technology (MIT) e Instituto Fraunhofer, da Alemanha.

O Instituto Senai de Inovação em Eletroquímica começa a funcionar oficialmente em Curitiba no dia 16 de setembro de 2013, durante a realização do 1º Seminário Internacional de Inovação Industrial em Eletroquímica – S3IE . O Instituto terá 300 metros quadrados de laboratórios, com infraestrutura e equipamentos equivalentes aos Centros de P&D mais avançados internacionalmente. As primeiras instalações situadas na sede da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) do Jardim Botânico, em Curitiba, somam investimentos de R$ 8 milhões – incluindo nesta soma a contratação e capacitação de equipe especializada, além de aquisição de equipamentos. A unidade paranaense do ISI vai desenvolver linhas de trabalho nas áreas de criação de sensores, baterias, nanotecnologia, revestimentos e novos materiais para melhores performance e resistência à corrosão de equipamentos e superfícies.

Até 2015, a infraestrutura do ISI no Paraná deverá ser ampliada, com um novo edifício de 10 mil metros quadrados, também na sede da Fiep, orçado em mais de R$ 50 milhões. Com as duas sedes, o ISI terá 2 mil metros quadrados de laboratórios para atividades de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (P&D&I) e 7,5 mil metros quadrados para a gestão da inovação e à incubação e aceleração de novos empreendimentos inovadores industriais.

Para o gerente executivo do Senai Centro Internacional de Inovação, Filipe Cassapo, responsável pela implementação desta iniciativa no Paraná, as indústrias brasileiras poderão estabelecer uma relação inédita de parceria com o Instituto de Inovação em Eletroquímica, que deverá fortalecer a competitividade e a produtividade de todo o setor nacional, por meio de atividades de pesquisa aplicada e inovação. “A inauguração do ISI será um divisor de águas, porque terá papel decisivo na pesquisa aplicada à prática, transferindo conhecimento, tecnologia e infraestrutura de ponta para o ambiente industrial, visando gerar produtividade, competitividade, lucratividade e sustentabilidade”, avalia Cassapo.

Marcado , , , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.