Setor logístico necessita de investimento para impulsionar economia brasileira

Um dos grandes entraves para o desenvolvimento da economia brasileira é a deficiência no setor logístico, marcada pela baixa integração entre os diferentes modais e pelo baixo investimento. Para reaquecer sua economia, o Brasil precisa encontrar novas fórmulas buscando soluções que contribuam para desatar o “nó logístico” do setor de transportes.

Esse é um dos painéis que será discutido no 8º Encontro de Logística e Transporte, promovido pela Fiesp, nos dias 6 e 7 de maio, no Hotel Unique. A ideia é debater quais são os desafios e perspectivas para o setor nesse sentido. Infraestrutura e logística são itens essenciais para competitividade e o País necessita de investimentos para suprir as deficiências que apresenta nessa área. A Sunrise – maior trading chinesa de soja -, por exemplo, cancelou compra de 2 milhões de toneladas de soja do Brasil em razão de atrasos nos embarques, fato que atinge diretamente a economia no Brasil de maneira depreciativa.

Para tornar o País mais competitivo, o Programa de Investimento e Logística anunciado pelo governo é um passo de mudança e reconhecimento de que, ou o Brasil investe pesadamente em infraestrutura ou encontrará pontos de constrangimento e restrição ao seu crescimento econômico. “A Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) está de acordo com as medidas, e acredita que a decisão de não utilizar as concessões como instrumento de arrecadação do Estado vai ao encontro da necessidade de reduzir o custo logístico para a indústria e de reestabelecer a competitividade da economia brasileira”, afirma Carlos Cavalcanti, Diretor do Departamento de Infraestrutura da Fiesp.

Marcado , , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.