Procurar o mercado internacional pode ser fonte de inovação nos negócios

Empreender um novo negócio está se tornando cada vez mais, um hábito no Brasil. Porém, como tudo que tem uma grande procura, novos nichos também acabam caindo em escassez. A solução pode estar no mercado internacional. As ações de importar ou de exportar podem gerar bons resultados para os investidores, que buscam novas ideias e produtos.

Segundo dados da Secretária do Comércio Exterior, as importações do Brasil cresceram 14,6% em janeiro, ante ao mesmo mês do ano passado, e 3,9% em relação a dezembro. Já as exportações somaram um valor de US$ 15,9 bilhões. “Isso é um reflexo do bom momento na economia nacional. O Brasil enfrentou algumas crises e hoje consegue manter-se aberto para novas oportunidades, o que impulsiona o crescimento no setor de comércio exterior”, explica Alfredo Novais, diretor da ABN8 Trading, empresa especializada em comércio exterior.

O especialista destaca que, mesmo diante de uma nova tendência, uma pesquisa de mercado deve ser feita para avaliar com exatidão o cenário que se busca e, desta forma, evitar escolhas errôneas e prejuízos futuros. “Esses processos são importantes tanto para importação quanto para exportação, mas a atenção e os cuidados devem estar muito mais focados para o processo de importação”, explica Alfredo. Isso porque, ao importar, o investidor deve estar atento a detalhes como registro da mercadoria, classificação fiscal, logística e transporte. “Ao exportar, o receptor da mercadoria fará todo o processo cabível dentro das leis de seu país”, diz o diretor.

Elaborar um plano e identificar novas oportunidades são fundamentais para elencar os produtos que serão recebidos ou levados daqui. “Saber vislumbrar uma oportunidade, trabalhar bem com esta e recorrer aos parceiros corretos são pontos fundamentais para o êxito nos novos negócios”, finaliza Alfredo.

Marcado , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.