Crimes cibernéticos custam caro às empresas e maior detecção pode gerar economia

Ainda que a melhoria na detecção seja de apenas 1%, pode potencialmente representar uma economia considerável em custos com eliminação de malware. As soluções de segurança da F-Secure* detectam os novos malwares a uma taxa de 100%, muito acima da média na indústria.

Considerando que os custos relacionados aos crimes cibernéticos continuam altos, afetando os negócios em todo o mundo, a F-Secure apresenta a última versão de seu produto de segurança na área corporativa: o F-Secure Client Security, que possui uma elevada tecnologia de detecção de ameaças testada com sucesso pela AV-TEST contra novos malwares **. O lançamento inclui suporte ao Windows 8.

Com as empresas gastando altas quantias para eliminar danos causados por malwares, taxas superiores de detecção de ataques cibernéticos ganham uma grande importância. Esses ataques representam custos de milhões de reais por ano às grandes empresas, e outras companhias chegam a gastar milhares de reais por mês. As pequenas empresas se tornam cada vez mais populares como alvos dos ataques porque, provavelmente, não são bem protegidas.

“As empresas gastam não apenas com a eliminação de malware, mas também sofrem com os custos da perda de produtividade e de dados, investigação e gestão pós-incidente. Some todos esses custos e você verá que um malware não detectado apresenta sérias complicações aos negócios. Mesmo com uma taxa de detecção de apenas 1% superior é capaz de economizar milhões”, explica Pekka Usva, vice-presidente de Segurança Corporativa da F-Secure.

Os ataques incluem o roubo de propriedade intelectual ou de contas bancárias online de uma organização, implantação de vírus, divulgação de informações corporativas confidenciais na Internet e queda da rede de uma empresa com bloqueio aos serviços.

Detecção de malwares conhecidos e novos, administrados de maneira central

O responsável pela alta taxa de detecção do Client Security é o DeepGuard 4, a última versão da ferramenta de detecção da F-Secure, que utiliza tecnologias com base em análise heurística, comportamental e de reputação para fornecer proteção pró-ativa tanto contra os malwares existentes quantos às ameaças recém e anteriormente desconhecidas. Em testes independentes para acabar com ataques de malware diários, o DeepGuard 4 apresentou um desempenho de 98% a 100%, enquanto a média na indústria é de cerca de 90%.**

A proteção aperfeiçoada do F-Secure Client Security para desktops e laptops corporativos é compatível com as novas versões do Windows, incluindo o Windows 8, sem comprometer seu desempenho. Sua proteção de alta performance funciona com todos os principais navegadores.

A administração central é realizada pela última versão do F-Secure Policy Manager, ferramenta de gerenciamento mais abrangente e fácil de usar, permitindo, assim, que os gestores de TI realizem instalações de forma remota, bem como configurar e gerenciar estações de trabalho, servidores ou mesmo escritórios móveis a partir de um único local. Entre os novos recursos do Policy Manager estão o suporte a atualizações do Client Security e ao Windows 8.

Marcado .Adicionar aos favoritos o permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.