Como começar 2013 empregado?

Para quem quer se livrar do desemprego, o primeiro trimestre do ano é o período ideal para a busca de novas oportunidades. Nessa época, as empresas renovam seus orçamentos e muitas têm mais verbas para contratar novos funcionários.

Segundo especialistas, em 2013, o cenário está favorável para aqueles que buscam trabalho. “O Brasil mudou, o país está em ascensão e a economia está aquecida. É preciso deixar o velho e construir o novo conceito. Há demandas de emprego sim”, afirma Cristiano Luiz Rosa, professor de Gestão em Recursos Humanos do Instituto Brasileiro de Tecnologia Avançada – IBTA.

Confira as dicas de Cristiano Rosa e da analista de carreiras do Instituto Brasileiro de Tecnologia Avançada (IBTA), Paula Sanches, para quem não deseja perder a chance de começar o ano empregado.

1. Currículo claro e objetivo

Ser claro e direto é primordial. De acordo com Cristiano Rosa, o currículo ideal contém apenas duas páginas e é preciso disponibilizá-lo nas redes sociais. “É necessário jogar o currículo na internet, para que todos saibam que você está disponível para o mercado de trabalho”, ressalta. Além disso, segundo o professor, é fundamental também deixar claro no documento os objetivos pretendidos para a vaga desejada, que devem estar alinhados com a experiência profissional do candidato.

2. Pesquisa em sites, agências e jornais das vagas disponíveis

O profissional deve pesquisar em vários meios as vagas disponíveis e enviar o currículo para todas elas. “O candidato deve enviar o currículo inclusive para companhias onde ele sonha em trabalhar. Não se pode desperdiçar nenhuma chance”, sugere Cristiano Rosa. É importante ainda, diz o professor, que haja conhecimento prévio da empresa onde se pretende atuar.

3. Networking

O contato de amigos e colegas já inseridos no mercado de trabalho ajuda bastante na hora da pesquisa sobre vagas. Muitas empresas preferem a indicação de novos profissionais dos próprios funcionários. “O ideal é procurar os colegas com quem você já trabalhou, eles podem ajudar bastante”, indica Paula Sanches.

4. Pontualidade na entrevista

Uma boa apresentação na hora da entrevista é levada em conta pelo recrutador. Além de chegar com antecedência no local indicado, Paula Sanches reforça a importância de o candidato levar uma cópia do currículo impressa. Cristiano Rosa ratifica a necessidade de um discurso seguro, que mostre conhecimento da empresa e do perfil da vaga que o candidato deseja. “O profissional deve saber o maior número de informações sobre seu futuro ambiente de trabalho”, explica Cristiano Rosa.

5. Autoconfiança

Acreditar no próprio potencial profissional faz parte da conquista por uma vaga de emprego. Cristiano Rosa garante: “Todo profissional tem uma cadeira esperando por ele. É preciso encontrar a vaga com o seu perfil ideal. Tem pessoas que se cansam de procurar e vão desanimando, isso não pode acontecer. Autoconfiança é importantíssimo! Há pessoas que, quando chegam a uma certa idade, acham que já foram descartadas pelo mercado. Independente da idade, o que prevalece é a experiência. O mercado está aquecido e aguardando também o profissional de 40, 50 anos para entrevistas”, conclui.

Marcado , , , , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.