Gartner anuncia que mercado mundial de outsourcing de TI cresceu 7,8% em 2011

De acordo com o Gartner, líder mundial em pesquisa e aconselhamento sobre tecnologia, o faturamento mundial de outsourcing de TI (ITO) totalizou US$ 246,6 bilhões em 2011, o que representa um aumento de 7,8% com relação a 2010, quando o faturamento foi de US$ 228,7 bilhões. Os provedores de serviços sediados na Índia e os de serviços baseados na nuvem apresentaram as maiores taxas de crescimento em 2011. Mais detalhes sobre a pesquisa serão apresentados na Conferência Gartner Outsourcing & Parcerias Estratégicas, que acontece dias 5 e 6 de junho, em São Paulo.

“A canibalização do faturamento resultante da adoção de serviços industrializados e, frequentemente, dos baseados na nuvem pelos clientes traz, como risco, ofuscar as oportunidades de crescimento para os fornecedores de ITO que estão sobrecarregados com o outsourcing de infraestrutura”, diz Bryan Britz, diretor de pesquisas do Gartner. “As estratégias vão variar, pois os clientes tendem a buscar estratégias de nuvens híbridas, exigindo que os provedores forneçam algumas ofertas que pesem mais ou menos nos ativos – e que resultarão na variação das trajetórias de crescimento entre os concorrentes nos próximos anos”, afirma.

A IBM manteve a primeira posição, com um crescimento de 7,8%, sendo que seu faturamento correspondeu a 10,9% do total do mercado de ITO (veja a tabela abaixo). A IBM foi classificada em primeiro lugar em todas as regiões. A HP cresceu abaixo da concorrência, mas manteve a segunda posição mundial em participação no segmento, com 6,1%. A Fujitsu, auxiliada por ganhos cambiais, ultrapassou a CSC e se posicionou em terceiro lugar em participação no mercado mundial.

Quarenta e três fornecedores registraram faturamento de US$ 1 bilhão ou mais em 2011. Juntos, cresceram 9,5% durante 2011, excluindo os fornecedores sediados na Índia, os centrados na nuvem e aqueles que realizaram aquisições significativas durante o ano. O grupo restante de grandes fornecedores de ITO cresceu apenas 6,5% durante 2011.
“Para muitos dos principais provedores do mercado de ITO, o resultado do faturamento de 2011 mostra como se tornou desafiador simplesmente manter uma posição no mercado, quanto mais ganhar participação. Este desafio se tornará mais intenso nos próximos anos para os fornecedores que não se adequarem a essas forças”, afirma Britz. “Os desafios deverão estimular a consolidação para aumentar o crescimento, trazendo riscos para os consolidadores, pois as aquisições têm sido um desafio para o mercado de serviços de TI”, diz

Mais informações podem ser encontradas no relatório “Market Share Analysis: IT Outsourcing Services Worldwide, 2011”: http://www.gartner.com/resId=2000015

Adicionar aos favoritos o permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.