Distribuidora de TI cria unidades de negócios e cresce 30% no primeiro trimestre de 2016

FacebookTwitterGoogle+LinkedInCompartilhar

Para crescer no mercado de distribuição de produtos de Tecnologia da Informação (TI), que caiu oito pontos percentuais em 2015, de acordo com a Associação Brasileira de Distribuidores de TI (Abradisti), a Agis reformulou seu modelo de negócios a partir de janeiro deste ano e já comprova resultados significativos ao término do primeiro semestre: um aumento de 30% no faturamento em relação ao mesmo período do ano anterior. A receita de sucesso foi trazer uma proposta de valor com a criação e divisão das atividades da empresa em quatro unidades de negócios (“BUs”, na sigla em inglês): Imagem e Automação, Impressão, Infraestrutura e PCs. “Cada núcleo conta com equipe de especialistas altamente capacitados para entender as necessidades dos clientes, realizando um trabalho cada vez mais consultivo, além do comercial”, explica Camila Rabelo, diretora Comercial e de Marketing da Agis. “As BUs ficam responsáveis pela distribuição de ponta a ponta, da logística, implementação do projeto, formas de pagamento, até o relacionamento com os fabricantes”, completa. A empresa conta, ainda, com um canal de vendas especializado às revendas que atendem projetos a pequenas e médias empresas (PMEs). Segundo a executiva, a expectativa é que a Agis alcance um aumento total de 17% … Leia mais

Pesquisa da FEBRABAN mostra que transações com mobile banking cresceram 138% em 2015

O uso dos canais digitais no setor bancário segue em consolidação no Brasil, com destaque para a forte expansão registrada no ano passado pelo mobile banking, que registrou 11,2 bilhões de transações bancárias, um crescimento de 138% em relação a 2014, quando 4,7 bilhões de operações foram feitas pelos clientes. Os dados são da Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2015, divulgada hoje pela Federação Brasileira de Bancos. Realizado pela Deloitte, o estudo contou com a participação de 17 bancos, que representam 93% dos ativos dessa indústria no País, e revela que o mobile banking é o segundo canal preferido pelos clientes para transações bancárias: sua participação no total das operações passou de 10%, em 2014, para 21% no ano passado. Em 2015, o Brasil já contabilizava 33 milhões de contas ativas com o recurso mobile, um crescimento significativo de 32% em relação ao ano anterior. “O número de transações via mobile banking cresceu mais de 100 vezes desde 2011. É um avanço expressivo”, afirma Gustavo Fosse, diretor Setorial de Tecnologia e Automação Bancária da FEBRABAN – naquele ano, foram registradas cerca de 100 milhões de operações por este canal. De acordo com a pesquisa, as transações bancárias feitas por internet … Leia mais

Brasil cai pelo sexto ano consecutivo no ranking mundial de competitividade

Hong Kong tira os EUA do topo e padrão de declínio se mantém na América Latina O Índice de Competitividade Mundial 2016 (World Competitiveness Yearbook – WCY), divulgado pelo International Institute for Management Development, IMD, e pela Fundação Dom Cabral, apontou a perda de espaço do Brasil no cenário competitivo internacional, com a queda de posições pelo sexto ano consecutivo. O país ocupa agora a 57ª colocação no ranking geral, descendo um degrau em relação a 2015. Neste ano, o Brasil está à frente apenas da Croácia, Ucrânia, Mongólia e Venezuela. O país soma um declínio de 19 posições em seis anos. O estudo indicou ainda que o poder absoluto da economia dos EUA já não é mais suficiente e o país perdeu seu status como território mais competitivo. Hong Kong (China) desafiou o padrão de declínio da Ásia para deslocar os norte-americanos, pela primeira vez em três anos. A Suíça ficou com a segunda posição e os EUA aparecem em terceiro. Cingapura, Suécia, Dinamarca, Irlanda, Países Baixos, Noruega e Canadá completam a lista dos dez primeiros colocados. Na América Latina, o Chile é o melhor classificado, em 36º, – queda de uma posição comparando com ano passado – enquanto … Leia mais

5 canais de vendas para seu e-commerce vender mais

A disputa por clientes entre as lojas virtuais é grande, assim como em lojas físicas. Em ambos os espaços é preciso utilizar estratégias que aumentem a divulgação e a rentabilidade. Para quem tem e-commerce uma das maneiras de atingir esses objetivos é por meio dos canais de vendas. Além da venda direta realizada no e-commerce, onde o consumidor entra diretamente na loja virtual e escolhe o produto, há outros canais de vendas que podem ser explorados. O CEO e sócio da Trezo, Armando Leite Júnior, explica que é preciso levar em conta outros locais para anunciar os produtos e se tornar uma marca forte. “Muitas vezes o empresário ou empreendedor se apega a ideia da loja online própria e esquece que essa mesma loja pode ser vista de mais formas”, afirma. Armando destaca cinco canais de vendas que são simples de usar, com um investimento acessível e retorno vantajoso. São eles: marketplace, comparadores de preço e recuperadores de carrinho, redes sociais e e-mail marketing. Abaixo, o CEO explica sobre cada canal. Marketplace O marketplace, de forma bem simples, é um portal que abriga diversas lojas virtuais. É um espaço para os vendedores exporem os produtos, como se fosse uma grande … Leia mais

Delegações estrangeiras garantem espaço no WCIT Brasil 2016

Taiwan, Bangladesh e Portugal já têm espaço definido no evento. Outros países negociam estandes para empresas de TIC A possibilidade de negociação com empresas brasileiras de Tecnologia da Informação e Comunicação atrai investidores de diversos países para a 20ª edição do Congresso Mundial de TI – WCIT, que ocorrerá de 3 a 5 de outubro de 2016 em Brasília, Brasil. A oportunidade é inédita visto que será a primeira vez que o evento mais importante da Aliança Mundial de TI e Serviços (WITSA) será realizado na América do Sul. Delegações de Taiwan, Bangladesh e Portugal estão confirmadas no Congresso. Juntas, as empresas estrangeiras reservaram 15 estandes para negociar com parceiros dos diversos países que estarão presentes, além e expor as novidades do mercado internacional. Os organizadores do evento continuam em negociação com outras representações interessadas por meio de articulações com embaixadas, com as regionais da WITSA, com a Federação Ibero-Americana das Entidades de Tecnologia da Informação (ALETI) e com a Federação das Associações das Empresas Brasileiras de TI (Assespro Nacional). Representantes das embaixadas dos Estados Unidos, Armênia e Canadá estiveram presentes em evento prévio do WCIT, cujo objetivo foi estreitar laços entre parceiros, patrocinadores e participantes confirmados. A ocasião contou … Leia mais

Spin Off de Goiânia projeta crescimento de R$ 3 milhões em 2016

Em 1998, os empreendedores goianos Adalberto e Helenir Queiroz receberam de um importante cliente a missão de desenvolver uma tecnologia que se adequasse às necessidades de negócio no tocante à gestão da qualidade. Os até então sócios-fundadores da Multidata focaram nas necessidades do cliente para garantir um produto inovador no mercado, o DocNix. A partir do lançamento do produto, começava a ser desenhada a Acttive. Com tecnologia e desenvolvimento 100% nacionais, o software conquistou rapidamente o mercado graças às suas funcionalidades que possibilitam o aumento do controle, o alinhamento estratégico entre as áreas, a análise e o monitoramento de processos e o gerenciamento de ações internas. A expansão das oportunidades de negócios deu à Acttive o status de uma empresa dentro de outra empresa. “Sabíamos logo no início que rapidamente a Acttive poderia alçar voo solo. Contudo, era ainda preciso amadurecer a estrutura e estabelecer um plano efetivo para uma transição sem traumas”, conta Cecília Queiroz, diretora financeira da empresa e filha dos fundadores. Para assegurar um crescimento sustentável e garantir robustez à futura operação individual da unidade de negócios, os sócios buscaram formas de financiamento. Com um empréstimo bancário, a Acttive passou a consolidar o seu projeto pautado na … Leia mais

ASIS Projetos lança programa de parceiros para todo o Brasil

Atualmente posicionada como a única empresa do mercado exclusivamente voltada para soluções SPED e com mais de 500 projetos desenvolvidos, a ASIS deu início ao seu Programa de Alianças e Revendas (PAR). A ASIS irá oferecer quatro soluções de seu portfólio a seus parceiros, tendo para cada desafio do cliente um tipo de ferramenta: o ASIS Auditor Digital, ferramenta que audita, aponta erros e inconsistências nos documentos SPED e também sugere soluções para os erros encontrados, o ASIS EDIT, ferramenta única no mercado que permite analistas, consultores e equipes tributárias/fiscais fazerem correções assertivas nos documentos fiscais e também a geração dos arquivos corrigidos, tudo isso online, o ASIS TAX, solução de atribuição de alíquotas e MVA-ST em lote, que busca automatizar e facilitar a análise dos tributos incidentes sobre as mercadorias e suas respectivas operações, considerando grandes volumes de mercadorias e o recém criado ASIS Advisor, software que permite uma consulta rápida dos impostos que incidem sobre os produtos por meio da chave NCM, sempre atualizado de acordo com a legislação Estadual e Federal vigente. Os benefícios aos canais de vendas ASIS não estão só nos produtos oferecidos. O principal objetivo do programa é gerar negócios dentro de um ecossistema … Leia mais

Magazine Luiza disponibiliza internet grátis em aeroportos brasileiros

O Magazine Luiza, um dos maiores varejistas do País, vai disponibilizar internet grátis nos principais aeroportos do Brasil: Porto Alegre, São Paulo/Congonhas, Rio de Janeiro/Santos Dumont, Curitiba, Florianópolis, Salvador, Fortaleza e Campinas/Viracopos. A empresa vai ajudar os viajantes a ficarem mais conectados, navegando em uma internet de qualidade. Além de tornar a comunicação mais fácil, a rede de varejo ainda vai oferecer descontos especiais para quem, enquanto estiver usando o wi-fi do Magazine Luiza, baixe o aplicativo da empresa. Navegando pela plataforma enquanto espera seu voo, o cliente vai encontrar produtos com preços exclusivos . A ação vai de encontro com a estratégia da empresa, de passar de uma marca tradicional do varejo, com uma loja virtual, para se tornar em uma companhia digital, com pontos físicos e calor humano. “O propósito do magazine luiza é democratizar o uso da tecnologia, através de ações que facilitem o dia a dia, portanto disponibilizar Wi-Fi grátis nos aeroportos tangibiliza este propósito”, afirma Ilca Sierra, diretora de marketing do Magazine Luiza. “Além disso, vamos oferecer, através do nosso aplicativo a mais simples, rápida e fácil experiencia de compra.” A área digital é cada vez mais importante para a empresa. O e-commerce do Magazine … Leia mais

ParkMe chega ao Brasil para revolucionar a forma de estacionar veículos

Acompanhando a evolução tecnológica e seguindo o conceito de “cidades inteligentes”, chega ao mercado brasileiro a solução ParkMe. Com a proposta de facilitar a vida dos condutores, permite a localização, reserva e pagamento antecipado de estacionamentos por meio de uma plataforma online, o portal parkme.com, e também disponível para dispositivos móveis com os sistemas operacionais Android, iOS e Windows Phone. A ParkMe é a maior plataforma do mundo neste segmento, com mais de 100 mil estabelecimentos cadastrados em 4.000 cidades, distribuídas em 64 países. No Brasil, a empresa já possui cerca de 6.000 estacionamentos cadastrados e a perspectiva é chegar em 20.000 estabelecimentos, até o fim de 2017, nas principais capitais do país. Atualmente, o serviço está disponível em São Paulo, e em estacionamentos adjacentes aos aeroportos de Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre, Campinas, Recife, entre outros. “O objetivo é oferecer uma solução de ponta a ponta ao motorista, permitindo localizar, reservar e pagar por vagas. Tiramos uma preocupação do usuário, pois sabemos que não é fácil estacionar em diversos pontos da cidade, e com a solução conseguimos garantir um espaço para o veículo”, comenta Mário Coutinho, responsável pela ParkMe na América Latina. “Carros com sistemas de navegação inteligentes podem também … Leia mais

Agile Banking é tema de webinar promovido pela GFT Brasil

Companhia de Tecnologia da Informação especializada no setor financeiro ministra primeiro seminário on-line sobre tema que desafiará os serviços financeiros Nos próximos cinco anos, consultores da indústria preveem que 35% das receitas dos bancos estarão ameaçadas por novos players na indústria. O aumento da quantidade de clientes que desejam serviços financeiros digitais, mais ágeis e conectados desafiará a infraestrutura tradicional das instituições financeiras, abrindo espaço para novos players no mercado. Estas empresas estão, cada vez mais, ganhando participação no mercado pela eficiência e agilidade nos serviços prestados. Diante deste cenário, a GFT Brasil, companhia de Tecnologia da Informação especializada em Digital para o setor financeiro, ministrará no dia nove de junho de 2016, das 11h às 12h, seu primeiro Webinar, uma iniciativa que a cada mês irá abordar temas que têm desafiado o mercado e que são de grande interesse público. Para o mês de junho, o tema escolhido será “Agile Banking: um novo jeito de moldar seu negócio”. O conteúdo programático do seminário on-line envolve os princípios do Agile Banking e como as soluções de transformação digital podem ajudar as instituições financeiras na melhoraria de seu posicionamento de forma competitiva, desbravando novos mercados, além de atrair e reter mais … Leia mais

Parque Tecnológico de São José dos Campos se torna o maior do País

O Parque Tecnológico São José dos Campos e o Centro para a Competitividade e Inovação do Cone Leste Paulista (Cecompi) se tornam nesta semana uma só organização. Com isso, o Vale do Paraíba passa a abrigar o maior complexo de inovação e empreendedorismo do País, com um total 304 empresas e seis instituições de ensino e pesquisa. Na união das duas instituições prevaleceu a denominação Parque Tecnológico São José dos Campos, cuja sede fica no km 138 da Via Dutra (SP-RJ) em uma área de 25 milhões de metros quadrados. Inaugurado em 2009, o Parque foi o primeiro a ser credenciado no Sistema Paulista de Parques Tecnológicos. Sua atividade é diversificada, constituída por diferentes ambientes e tem a participação de empresas de vários segmentos econômicos, como aeronáutico, espacial, TIC, saúde e automotivo, dentre outros. Conta também com unidades de seis instituições de ensino e pesquisa, como as universidades Estadual Paulista (Unesp) e Federal de São Paulo (Unifesp) e o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT). “Somos um ambiente diversificado, com uma forte sinergia de empresas entre si e de empresas com instituições de ciência e tecnologia”, resume Marco Antonio Raupp, diretor geral do Parque e ex-ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação … Leia mais

Lições para o empresário sobreviver à crise política e econômica – Por Maurício Lima

Por Maurício Lima, sócio fundador da Invest Tech, gestora de fundos de investimentos focada em Venture Capital e Private Equity para o mercado de Tecnologia da Informação e Comunicações (TIC). O cenário macroeconômico de 2016 é ainda mais crítico que o do ano passado, agravado por uma séria crise política e de legitimidade do atual governo, o que desestabiliza ainda mais o mercado e se reflete no humor de todo o empresariado brasileiro. Além de baixo crescimento, inflação em alta, aumento do desemprego e uma estrutura de governo com gastos administrativos elevadíssimos, com reflexo nas contas do país, soma-se a esses fatores a indefinição dos rumos políticos do país e as alternativas viáveis para que o Brasil saia do atual imbróglio institucional. Diante de tantos desafios, fica a pergunta: como o empresário vai conseguir sobreviver a 2016? É certo que o caminho será tortuoso e o impulso para o sucesso não virá do ambiente externo. Assim, seguem algumas das lições mais valiosas que aprendemos investindo e trabalhando com empresários de muito sucesso em mais de 30 negócios ao longo dos anos: Prepare-se para o pior: Trabalhe firme no dia a dia para superar a crise, mas considere em seu planejamento … Leia mais

Divórcio entre sócios é uma das causas de desestruturação de empresas no Brasil

O Brasil possui 18,8 milhões de empresas, sendo que 90% delas são compostas por integrantes de uma mesma família. Separar a vida profissional das relações familiares já não é uma tarefa fácil, imagine quando as duas coisas andam juntas. As separações e os divórcios vivenciados por sócios de empresas, além de terem se tornado bastante frequentes nos últimos anos, também já são considerados um dos grandes problemas enfrentados no ambiente empresarial. Segundo estudos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), os divórcios, no país, aumentaram em cinco vezes desde a década de 1980. Segundo a advogada Monique de Souza Pereira, sócia do escritório Souza Pereira Advogados, em Curitiba, a disputa judicial por bens ou pela direção dos negócios, no caso de uma separação, pode desestruturar financeiramente a empresa e engessar suas operações diárias, bem como desvalorizar seu valor de mercado e gerar descrédito perante terceiros. “Isso se dá porque, no início da formação da sociedade empresarial com o cônjuge, não existe aquela preocupação especial em já elaborarem documentos societários bem alinhados, tais como contrato social, estatuto social e acordo de sócios prevendo soluções legais quando da ocorrência de algum tipo de problema”, explica. Separação de bens – Não é apenas o … Leia mais

Internet das Coisas é imperativa na indústria 4.0

A estimativa dos institutos de pesquisa é de que a partir de 2020, a Internet das Coisas será o maior mercado de dispositivos do planeta. São previstos, em todo o mundo, em torno de 200 bilhões de carros, aplicativos, maquinários e dispositivos realizando operações remotas, monitorando e fazendo a interação entre produtos conectados à internet. Essa é a era da Indústria 4.0, que já começou em muitos segmentos, onde os gestores entendem que o importante é ser inovador com sustentabilidade (do planeta e dos negócios), para aumentar a qualidade dos serviços e produtos, ter maior eficiência, conveniência e menores custos de operação. Com o uso de IoT as aplicações são infinitas, porque é uma contribuição vital para empresas e indústrias criarem novos patamares de eficiência. “Muitas indústrias acabam de entrar nessa nova era de conectividade, por meio de uma infraestrutura robusta, desenhada especificamente para ambientes hostis e pronta para a integração com os equipamentos e soluções de automação”, explica Renato Carneiro, Presidente da 2S Inovações Tecnológicas – uma das pioneiras em projetos IoT no Brasil. De acordo com o Gartner, em 2020, os investimentos em infraestrutura de IoT serão de US$ 1,53 trilhão no mercado consumidor e US$ 1,47 trilhão … Leia mais

82% dos grandes varejistas já utilizam tecnologia para fidelizar clientes nas lojas físicas

A Zebra Technologies Corporation (NASDAQ: ZBRA), líder global em soluções e serviços que garantem visibilidade em tempo real sobre ativos das organizações, pessoas e transações, divulgou hoje os resultados de sua mais recente pesquisa sobre o comportamento do consumidor conectado na América Latina. Os dados mostram que a região continua buscando na tecnologia soluções que criem experiências de compra diferenciadas e capaz de gerar fidelização. A pesquisa entrevistou tanto profissionais de TI quanto de marketing em empresas de varejo que atuam na região. O objetivo da pesquisa era identificar como o varejo está usando a tecnologia para atender às crescentes expectativas dos clientes. Segundo a pesquisa, 82% dos varejistas pesquisados na América Latina oferecem conectividade aos clientes dentro da loja por meio de aplicativos de fidelização, mas apenas 46% fazem um uso inteligente dos dados para melhorar a experiência do cliente, aumentar os níveis de satisfação com o atendimento e realizar o monitoramento dos pontos de venda. Na contramão, 18% dos varejistas pesquisados se conectam aos clientes e a seus smartphones oferecendo conexão Wi-Fi gratuita. Os varejistas também ainda estão se adaptando à nova realidade digital: cerca de 80% dos varejistas ainda enviam catálogos impressos; no entanto, 50% pretendem enviar … Leia mais

Congresso Cards aborda a tendência multicanal no Brasil

O cliente conhece o produto na loja, compra pela internet, e vice-versa. O consumidor de hoje é multicanal, ou seja, compra em diversos canais no momento que for mais conveniente e prático para ele. O futuro do omnichannel e a sua importância para o mercado varejista nos próximos anos será um dos temas abordados pelo Congresso Cards, que acontece de 15 a 17 de junho, paralelamente à Cards Payment & Identification 2016, no Expo Center Norte em São Paulo. De acordo com o Prof. Doutor das matérias de E-Commerce, Redes Sociais e Comportamento do Consumidor On-line da ESPM, Alexandre Cavalcanti Marquesi, não existe uma fórmula mágica. “A iniciativa deve ser uma opção simplificada e que caiba no bolso da empresa. Usar aplicativos e redes sociais como Whatsapp e Facebook são métodos rápidos e baratos. Já projetos maiores dependem de especialistas”, explica o professor. Os números relacionados a esse tipo de estratégia chamam a atenção: mais de 17 bilhões de brasileiros realizaram pelo menos uma compra on-line no primeiro semestre de 2015; clientes multicanal gastam 82% mais que os clientes de lojas intencionais. Em 2016, o e-commerce nacional deve crescer 18% em relação a 2015 e faturar R$ 56,8 bilhões, de … Leia mais

Compras governamentais: como participar deste universo? – Por Daniela Triñanes

Está no pensamento de muitos empreendedores que vender para o governo, seja na esfera federal, estadual ou municipal, não é vantajoso e tampouco seguro. Entretanto, é preciso sair do achismo de que “o governo não pagará à minha empresa; vamos arcar com um calote”, instaurado por antigos casos, enquanto não existia uma lei de amparo aos credores, e ainda pela falta de gestão e conhecimento do mercado de compras governamentais. Primeiramente, é preciso saber que toda compra governamental é protegida pela Lei de Responsabilidade Fiscal. É esta que garante mais controle em contas públicas e age com rigor para que nenhum governo contraia empréstimos ou dívidas fora de seu alcance. A Lei, criada em maio de 2000, dita a obrigação de que todas as finanças governamentais sejam detalhadamente apresentadas para o Tribunal de Contas da União, do Estado e dos Municípios. Além disso, há diversos mecanismos que contribuem para um maior índice de resultados positivos ao se vender por meio de concorrência pública. A adoção de um software de obtenção, gestão e inteligência de mercado, que amplie a visão sobre os interesses de empresas e também estude o comportamento de compra do governo e últimos preços praticados, pode ser o … Leia mais

Entenda o que é coworking e quais seus benefícios

Um novo modelo de trabalho que vem se destacando entre os profissionais brasileiros, principalmente nas grandes capitais, é o coworking, ou escritório compartilhado, este é um formato que possibilita o compartilhamento de espaços e recursos de escritórios entre as pessoas, reduzindo muito os gastos operacionais. Segundo Diogo Sales, Sócio Diretor da Gowork (www.gowork.com.br), empresa líder no segmento, essa opção se estabeleceu no mercado pela sua acessibilidade e praticidade. “Hoje existem empresas como a nossa, que possibilitam essa estrutura de forma muito simples, assim, para um empreendedor ou empresa que precisa de um espaço diferenciado para trabalho, um coworking é o ideal”. Como funciona Hoje existem várias ofertas por esse tipo de serviço, existindo até os gratuitos, mas o grande destaque fica para os espaços locados, pois neles as pessoas podem contar com toda uma infraestrutura profissional de um escritório de alto padrão. Podendo até mesmo utilizar o coworking como endereço fiscal da empresa ou de uma filiar. São diversas as facilidades, tais como: – Não precisa se preocupar com locação de imóvel e todas dificuldades relacionadas; – Moveis e outros utensílios de escritórios já fazer parte do pacote dos principais coworkings; – Se estabelece como uma alternativa ao isolamento do … Leia mais

Twitter anuncia novidades na plataforma

O Twitter anuncia novos recursos que serão implementados na plataforma. No decorrer dos próximos meses, fotos, GIFs, vídeos, enquetes e reproduções de outros Tweets deixarão de ser contabilizados como parte do limite de 140 caracteres por Tweet, oferecendo assim mais flexibilidade ao usuário na hora de compartilhar suas mensagens. No caso de Tweets de resposta a outros usuários, os nomes de perfis citados serão exibidos antes da mensagem, deixando de ocupar espaço dentro do texto. Além disso, novos Tweets que comecem com o sinal @ passarão a atingir as timelines de todos os seguidores, e não apenas das pessoas diretamente envolvidas na conversa. Outra novidade é a possibilidade de o usuário Retweetar os seus próprios Tweets, o que antes não era possível. Isso valerá também para a para a função Twitter Quote: o botão que permite reproduzir um Tweet inteiro de outro usuário, agora oferece a opção de reproduzir Tweets do próprio perfil. “A expansão dos 140 caracteres é uma otimização técnica que não mudará os conceitos do Twitter. Estamos sempre buscando novas formas de incentivar a expressão na plataforma, sem perder as principais características do nosso DNA, como a velocidade e a concisão”, afirma Phillip Klein, diretor de estratégias … Leia mais

5 conselhos para adoção de um ERP moderno – Por Lisandro Scuitto

Por Lisandro Scuitto, diretor de produtos da Infor LATAM Quando você fala sobre planejamento de recursos empresariais, o que vem a sua mente? Adoção de tecnologia (s) específica (s)? Um ERP inteligente e moderno? Faça uma pesquisa com alguns dos seus colegas de profissão e chegará a conclusão que as empresas esperam funções inteligentes das soluções de ERP vendidas como ‘modernas’. Com isso, o desafio dos fornecedores de ERP tem sido, cada vez mais, transformar diversas atividades no “core” do software, e se aprofundar em áreas funcionais capazes de apoiar o desenvolvimento da organização. Um exemplo disso são os ERPs que fornecem capacidades básicas de gestão de recursos humanos integrado com uma solução de gestão de capital humano, que permita não apenas fazer a gestão de talentos, mas a de aprendizagem dos colaboradores. Por isso, veja cinco conselhos fundamentais antes de adotar uma solução de ERP vendida como ‘moderna': 1) Expansão A crise econômica não deve desanimar o empresário. É preciso sim pensar em expansão dos negócios antes de adotar uma tecnologia. Conhecer as necessidade de cada líder da organização e consider o crescimento dentro da estratégia e da fase tecnológica da empresa é um bom começo. Antes de adotar … Leia mais

  • CONHEÇA O CANAL DE VÍDEOS DO VALOR AGREGADO

    CONHEÇA O CANAL DE VÍDEOS DO VALOR AGREGADO